Samsung Galaxy S23 ainda contam com funcionalidade polémica dos Galaxy S22

Carlos Oliveira
Comentar

Há um ano assistíamos à apresentação dos Samsung Galaxy S22 como os melhores dispositivos Android do mercado. No entanto, poucas semanas depois estalou um escândalo com o serviço GOS que limitava o desempenho dos smartphones.

Chegados a fevereiro de 2023, temos a apresentação dos Samsung Galaxy S23 e, sabe-se agora, que esta funcionalidade polémica persiste nos recentes topos de gama da marca. Aliás, este limitador de desempenho chega ativo por defeito.

Samsung Galaxy S23 chegam com o serviço GOS ativo

A descoberta deu-se assim que algumas entidades começaram a receber as suas unidades de teste dos Samsung Galaxy S23. Uma visita às definições dos novos smartphones Android revela a presença do polémico serviço GOS.

Constatou-se ainda que este causador de polémica chega ativo por defeito nos novos topos de gama da Samsung. Ou seja, a marca emprega alguma forma de limitação de desempenho nos seus novos topos de gama, apesar de usar o mais rápido processador da atualidade.

A parte positiva, desta feita, é que esta funcionalidade assume agora um carácter opcional e não como imposição. Significa que os utilizadores poderão dirigir-se às definições dos seus equipamentos e desativar o GOS na secção Game Booster Labs.

GOS

O facto de isto não ser possível na geração Galaxy S22 foi o causador da maior revolta entre os utilizadores desses smartphones. Tal opção viria a ser disponibilizada mais tarde, através de uma atualização de software, mas só após estalar a controvérsia no mercado.

GOS visa criar um equilíbrio perfeito entre desempenho e consumo

Tal se viria a perceber em 2022, o serviço GOS foi concebido pela Samsung como método para equilibrar o desempenho dos seus equipamentos. Ou seja, evitar que estes aqueçam em demasia, entregando apenas a quantidade necessária de desempenho.

Este algoritmo deveria ser despoletado apenas em jogos, mas constatou-se que fora aplicado em diversas outras situações. Tudo com o propósito de potenciar a autonomia do smartphone e reduzir o seu consumo energético.

Agora, com o lançamento dos Galaxy S23 equipados com o Snapdragon 8 Gen 2 for Galaxy e um sistema de refrigeração aprimorado, esperava-se que o GOS não fosse necessário. Contudo, verificamos que este algoritmo ainda marca presença nos topos de gama da marca, sem que ela o tenha mencionado na sua apresentação.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.