Samsung Galaxy S10+ vs iPhone Xs Max em teste de resistência (vídeo)

Filipe Alves

O Samsung Galaxy S10+ foi posto ao lado do Apple iPhone Xs Max num teste de resistência. Neste caso nos conhecidos "drop test". O iPhone Xs Max não é propriamente novo no mercado, porém, é um dos mais resistentes que a Apple já produziu.

Visto que são ambos construídos em vidro não podemos esperar milagres. Os smartphones vão partir. Contudo, não deixa de ser um pouco estranho ao vermos o iPhone Xs Max na linha da frente nesta batalha.

O novo Samsung Galaxy S10+ conta com a proteção Corning Gorilla Glass 6. Teoricamente, esta camada protetora faria do smartphone seriamente resistente a quedas. Porém, como podemos ver no vídeo acima, a história não é bem assim.

Samsung Galaxy S10+ e iPhone Xs Max são construídos em vidro... Não podes esperar milagres

A curvatura do ecrã do Samsung Galaxy S10+ é o maior pecado do smartphone. Podemos ver que o ecrã cedeu num dos cantos curvos. Como é de esperar, quanto mais ecrã tiver mais probabilidade de partir existe.

Samsung Galaxy S10+ vs iPhone Xs Max em teste de resistêcia

Ainda que o iPhone Xs Max também saia desta batalha totalmente destruído, o equipamento da Apple conseguiu no final destas quedas todas ainda funcionar. Já o Samsung Galaxy S10+ não teve a mesma sorte. O ecrã começou a "sangrar" e já não há outra hipótese senão mudar por completo o ecrã do dispositivo.

Assim sendo, se tencionas investir mais de 1000€ no novo smartphone da Samsung não sejas forreta. Aproveita para fazer um seguro ao equipamento ou então comprar uma película de vidro. A película que chega com o Samsung Galaxy S10+ é de plástico. O mesmo se aplica a uma capa protetora. O smartphone é potente mas como pudeste ver não sobrevive a tudo.

Editores 4gnews recomendam:

Galaxy Fold ganha defeito no ecrã após certo número de dobras

És contra o artigo 13? Eis o que tens de fazer… Agora!

Edição 5G do Xiaomi Mi Mix 3 consegue reproduzir vídeos 8K

Fonte | Via

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.