Samsung Galaxy Note 7 FE
As cores dos “novos” Samsung Galaxy Note 7 Fan Edition

Depois de um artigo onde se descreviam os três motivos para a aquisição do Samsung Galaxy Note 7 FE, pressupunha-se que houvesse um segundo onde seriam detalhados os três motivos para não o comprar.

Bem, eles estão aí. Contudo, não foi nada fácil encontrá-los, visto que, mesmo que estejamos a falar de um smartphone (ou phablet dado o seu tamanho) com quase um ano, a tecnologia não evoluiu de tal ordem que se possam apontar tantos dedos quanto muitos esperariam.

Vê também: The Elder Scrolls: Legends – o novo jogo da Bethesda em breve no teu Android

   

Idade/Tendência

Por isso, num primeiro ponto, olhemos apenas para aquilo que parece ser o futuro iminente dos smartphones e o presente dos topos-de-gama, de alguns pelo menos. No final de 2016, a Xiaomi presenteou-nos com o Mi Mix. A bem ou a mal, esse foi o primeiro smartphone que, de facto, podia apelidar-se de beze less. O terminal da empresa chinesa iniciou, sem sombra de dúvida, uma tendência que outras empresas seguiram.

Uma delas, como não podia deixar de ser, foi a Samsung. A empresa sul-coreana arriscou, e bem, e lançou dois fantásticos Galaxy S8 que são um autêntico símbolo de inovação e elegância. Ora, poucos meses antes, víamos a mesma companhia apresentar o Note 7 e com ele todos os problemas que daí decorreram.

O receio é que o Samsung Galaxy Note 7 FE se torne “velho” muito rapidamente, mesmo que não tenha como mudar isso…

E porque pode ser a Moda, ou a Tendência, um defeito do Galaxy Note 7 FE? De uma forma muito simples, este equipamento tem origens que, cada vez mais, tenderão a ser apagadas pelas empresas. Com efeito, numa altura em que todas elas parecem querer erradicar as margens dos smartphones mais caros, a Samsung predispôs-se a lançar um phablet que tem, ainda que pequenas, margens suficientemente visíveis.

Quer isto dizer que um smartphone sem margens é o melhor que se poderia desejar? Bom, se leste o artigo anterior, então saberás que não. No entanto, com o passar do tempo, cada vez mais se olhará para este Samsung Galaxy Note 7 FE como algo do passado, de um tempo bem distante, ainda que este tenha nem dozes meses de vida – se considerarmos o modelo explosivo do ano anterior.

Galaxy S7 vs Galaxy S8

Bateria

A moeda tem dois lados. Cara e coroa. A bateria de um smartphone, tal como a moeda, também tem aspetos positivos e negativos. E, se não queremos que ela expluda, porque não, esta não irá explodir como a anterior, então algo tem de ser feito.

Neste âmbito, a empresa sul-coreana acabou por reduzir o tamanho da bateria do Note 7 FE. A redução (em termos de mAh), não é tão grande quanto isso, será possível carregá-lo rapidamente, com ou sem fios e, para além de tudo isso, a Samsung Experience e as versões que virão do Android serão capazes de gerir cada vez melhor a autonomia do terminal.

Porém, hardware é algo com o qual temos de lidar por mais que o software ajude, isto é, a nova capacidade da bateria é um novo teto que não poderá ser personalizado de forma alguma. Por isso, principalmente para quem usa e abusa do smartphone durante todo o dia, a não ser que use o seu fantástico ecrã com uma resolução HD, então terá alguns inconvenientes com a edição do Samsung Galaxy Note 7 FE.

Preço

Ah, o preço. Aquele inconveniente comum que todos enfrentam para comprarem algo de que gostam. Sim, porque geralmente, aquilo de que mais gostamos é o que nos conduz ao maior esforço para a sua obtenção e que, posteriormente, nos deixa cerca de um número finito de dias a questionarmo-nos se foi ou não a melhor opção.

Qual é o problema desta vez? É o Note 7 FE o terminal mais caro do mercado? Nem de perto. Porém, é caro para aquilo que é, quer se goste ou não, um equipamento do ano passado. Para algo que foi apresentado em agosto, há onze meses, principalmente do meio tecnológico, pouco se pode encontrar como justificável face a um preço tão elevado.

Afinal, não foram os consumidores que causaram os problemas das explosões, pelo que não deveria ser através deles, de uma forma algo descabida, que a Samsung deveria tentar retirar algum do lucro que deixou fugir.

O preço do Samsung Galaxy Note 7 FE deverá rondar os 600€, o que talvez seja demasiado elevado para aquilo que se esperava. Por menos 100€ seria um sucesso garantido…

Concluindo, o Samsung Galaxy Note 7 FE é um excelente dispositivo, para todos que gostarem e valorizarem a tecnologia móvel. Todavia, como tudo na vida, tem os seus defeitos. A partir do momento em que esses são reconhecidos, resta saber se são condição suficiente para que se deixe de optar pela sua aquisição, em prol de outro bem. Aí, só a opinião pessoal de cada um poderá entrar.

Outros assuntos relevantes:

Sucesso do Galaxy Note FE na Coreia pode valer versão Internacional

LG Q6 contará com processador Snapdragon e 3GB de RAM

Xiaomi Redmi Note 5A – Preços, características e novidades da Xiaomi