Samsung não equipará os seus Galaxy com modems 5G da Qualcomm

Rui Bacelar
5G Qualcomm RAM Samsung processadores Android Intel AnTuTu ameaça dos clones Samsung reuters novo módulo memória GDDR6
A marca vai redobrar a sua aposta na construção e produção de memória RAM, entre outros projectos ©reuters

O anúncio foi feito pela própria Qualcomm, ontem, quando revelou as marcas com quem iria trabalhar para criar os primeiros smartphones 5G do mercado. São cerca de 12 as fabricantes que trabalharão com a Qualcomm e que utilizarão o modem Snapdragon X50 5G NR para usufruir desta tecnologia já em 2019. A Samsung e os seus Galaxy não constam da lista.

Para o ano veremos os primeiros smartphone a chegar às prateleiras com esta nova conectividade que aqui demos a conhecer, na 4gnews. A primeira geração de smartphones compatíveis com o novo padrão 5G (que por sinal foi firmado em Portugal), deverão estar prontos no espaço de 12 meses. Um prognóstico bastante positivo.

Vê ainda: Android vs iPhone. Qual o impacto dos smartphones na vida amorosa?

A lista de fabricantes que trabalhará em estreita parceria com a Qualcomm é longa e impressionante. Aqui temos a Xiaomi, HTC, LG,Nokia, Oppo, Vivo, Sony, ZTE e não só. Todavia, a maior fabricante mundial de dispositivos móveis não acompanhará a Qualcomm nesta nova cruzada.

Apesar de tanto a Samsung como a Qualcomm terem uma já longa parceria de cooperação em várias áreas, a transição para a geração 5G não será uma delas. Não quer isto dizer que a Samsung não apresente dispositivos Samsung Galaxy com conectividade 5G num futuro próximo. Longe disso.

Qualcomm não contará com a Samsung para desenvolver a tecnologia 5G

Significa apenas que os Samsung Galaxy utilizarão um modem próprio e não um modem desenvolvido pela Qualcomm. Neste caso, o Snapdragon X50 5G NR. Este componente já estaria a ser desenvolvido desde 2016. Note-se que aqui as letras "NR" significam "New Radio". Será a "antena" que receberá o sinal 5G que foi firmado pela 3GPP em dezembro último, em Portugal.

Padrão 5G foi definido em Portugal pela 3GPP

Qualcomm 5G processadores fabricante Intel Samsung Galaxy Samsung Exynos 5
A tecnológica já apresentou a sua nova geração de processadores

Este será o grande passo depois de a conexão 4G se ter tornado numa presença assídua nos nossos dispositivos móveis. Aqui, a Qualcomm mostra-se empenhada em trazer esta tecnologia para o mercado já no próximo ano. Ainda que numa fase inicial e experimental, o modem X50 5G permitirá às construtoras lançarem smartphones que já possam "surfar" com as novas velocidades.

Samsung produz grande parte dos processadores para os seus Galaxy

O modem da Qualcomm será utilizado juntamente com um processador (SoC) Snapdragon que já tem um modem LTE capaz de atingir velocidades Gigabit. A adição do X50 5G catapultará o já poderoso hardware para os patamares da 5G. Ainda que numa fase inicial (de transição), tenhamos um misto entre 4G e 5G. Teremos que esperar algum tempo até que as operadoras também comecem a oferecer a estrutura necessária para estas novas velocidades.

Segundo nos conta a própria Qualcomm, o seu modem X50 5G será capaz de atingir a velocidade máxima de 5Gb's por segundo através do padrão MIMO (Multiple-Input Multiple-Output) na frequência de banda a 28Ghz. Coloca-se assim no espectro mmWave (millimeter Wave).

Fora desta lista temos também a Huawei, a fabricante chinesa. Algo que não é de estranhar uma vez que esta, tal como a Samsung para os seus Galaxy, costuma fabricar os próprios processadores. Aliás, a Huawei já no passado tinha confirmado que estaria a desenvolver soluções autónomas para incorporar a tecnologia 5G.

Huawei também não integra a lista da Qualcomm

Já por outro lado, alguns dos Samsung Galaxy utilizam processadores da Qualcomm para certos mercados / regiões. Veja-se o exemplo do Samsung Galaxy S8 ou do Samsung Galaxy S8 Plus. Ambos os equipamentos, para o mercado norte-americano utilizam o Snapdragon 835 da Qualcomm.

Agora, estando a Samsung fora da lista de construtoras que trabalharão com a Qualcomm para a criação das primeiras soluções 5G, significará que a sua parceria está em risco? Para já, não sabemos mas não creio que seja esse o caso. Sabemos que o Samsung Galaxy S9 virá equipado com o processador Exynos 9810 da Samsung para o mercado europeu mas acredita-se que para os EUA traga o Snapdragon 835.

Samsung Galaxy, Apple iPhone e Huawei terão os seus próprios modems 5G

Samsung Galaxy 5G Qualcomm
Samsung, Apple e Huawei fora da lista.

No seu portfólio, a Samsung tem um novo modem LTE Cat.18 que será um digno sucessor para o atual modem LTE Cat.16. Este último pode ser encontrado, por exemplo, nos Galaxy S8 e Galaxy S8 Plus. Aliás, estes foram os primeiros smartphones a ser apresentados no ano passado capazes de atingir as velocidades Gigabit de download.

Samsung Galaxy S9 pode estrar o modem Exynos 5G

Em suma, ainda que não usufruam e partilhem do conhecimento da Qualcomm, a Samsung é perfeitamente capaz de desenvolver as suas próprias soluções. Aliás, é isso mesmo que a marca tem feito.

Neste momento já está em curso o desenvolvimento do modem Exynos 5G. Segundo os relatos da imprensa internacional este modem 5G já terá sido apresentado aos investidores na CES 2018. Terá sido um primeiro sinal do que a marca estaria a preparar. Trunfo que poderá estar destinado para os S9.

Este modem 5G será capaz de atingir velocidades até 5Gbps. Tendo compatibilidade total com as redes 4G LTE, 3G. Até mesmo as redes 2G. Note-se ainda que não é de ignorar a possibilidade de estes componentes figurarem nos próximos Samsung Galaxy S9 ou S9 Plus. No dia 25 de fevereiro teremos as confirmações oficiais de que necessitamos.

Opiniões?

Assuntos relevantes na 4gnews:

Samsung Galaxy S8 vs ASUS ZenFone 4 Pro – qual o melhor Android?

Xiaomi Mi 7: Especificações principais do próximo smartphone reveladas

Samsung Galaxy S9 terá um novo segredo, chama-se DeX Pad

Fonte | Via

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.