Ao efetuar uma compra através dos links deste artigo, o 4gnews pode ganhar uma comissão. Conheça o nosso processo de seleção de produtos.

Samsung Galaxy A23 5G review: Promissor, mas não recomendável

Rui Bacelar
Comentar

O smartphone Samsung Galaxy A23 5G foi apresentado em agosto de 2022, chegando ao mercado a partir de setembro. É a mais recente aposta da marca líder de mercado para o segmento de gama baixa ou de entrada, custando aproximadamente 300 €.

Entregando um ecrã de 6,6 polegadas com resolução Full-HD+ e alta taxa de atualização até 120 Hz, além de uma bateria de alta capacidade de 5 000 mAh, além da câmara quádrupla com sensor de 50 MP. As nossas expectativas estavam (muito) altas.

Smartphone Samsung até 300 € com 4 anos de atualizações Android

Samsung Galaxy A23 5G

O melhor de tudo? Este modesto smartphone Samsung tem até quatro anos de atualizações de segurança e três de sistema operativo garantidas pela marca. Ou seja, receberá até o Android 15 da Google e no final de 2022 já tinha recebido o Android 13 com a One UI 5.0.

Temos ainda o seu design, "Ambient Edge" conforme o apelida a própria marca. Disponível em vários esquemas de cor como o preto, branco, "Pêssego" e Azul, é discreto e suave ao toque, bem construído (para o segmento) e agradável de ter na mão.

Há "soluços" preocupantes desde o 1.º dia...

Samsung Galaxy A23 5G

Então o que correu mal? Bom, de que adianta termos 4 anos de atualizações do Android se o smartphone é frustrante a partir do 1.º dia em que pegamos nele? Temos "soluços" notórios no desempenho, o lag ocasional que não deveria existir numa fase tão precoce.

Cenário distinto é a gradual deterioração de um smartphone, o acumular de apps e software mais exigente que, inevitavelmente, o deixa menos rápido, quiçá até soluçante em alguns cenários. Outra coisa é instalar o Candy Crush e sentirmos "travamentos".

Samsung Galaxy A23 5G

Pontos fortes:

  • Atualizações oficiais do Android durante 3 anos
  • Atualizações de segurança durante 4 anos
  • Ecrã Full-HD+ com alta taxa de atualização até 120 Hz
  • Brilho e qualidade geral do ecrã IPS LCD de 6,6''
  • Suporte para redes móveis 5G, porta áudio jack de 3,5 mm
  • Expansão de armazenamento via cartão de memória micro SD até 64 GB

Pontos fracos:

  • Desempenho levanta preocupações, lag pontual desde o 1.º dia
  • Snapdragon 695 da Qualcomm com apenas 4 GB de memória RAM
  • Travamento mais notório ao usar os Gestos de Navegação
  • Leitor de impressões digitais, na lateral, é lento a desbloquear o telefone
  • Câmara propensa a focos desfocadas por demorar a captar a imagem

Unboxing e acessórios na caixa do Samsung Galaxy A23 5G

Samsung Galaxy A23 5G

Tal como nos smartphones topo de gama da marca, na caixa do Samsung Galaxy A23 5G apenas encontrarão o cabo USB do Tipo-C para Tipo A para carregar o smartphone e transferir ficheiros. Temos a documentação habitual e o pino para extração do tabuleiro do cartão SIM, nada mais.

A caixa é extremamente simples, fabricada em cartão, não se destacando particularmente em nenhuma área. Cumpre a função e, em pleno 2023, isso é quanto basta para este item.

Escolhas de Design: identidade visual madura e uniforme na linha Galaxy A

Samsung Galaxy A23 5G

A Samsung manteve uma linha visual extremamente coerente nesta gama. Os seus telemóveis da gama Galaxy A são idênticos já há alguns anos, quiçá até em demasia, ou cansaço por ver ano após ano um look similar. Dito isto, outrora tal como agora, é um visual que acabo por gostar.

São discretos o suficiente, consoante o esquema de cor escolhido, mas deslizam fácil para o bolso e são agradáveis de ter e usar na mão graças aos seus contornos arredondados e corpo reto.

Samsung Galaxy A23 5G

O revestimento em plástico é bem conseguido, pouco pecando por serem efetivamente construídos em plástico. Por outras palavras, são modestos mas inspiram aqui confiança.

Em suma, o design Ambiente Edge volta a fazer uma aparição com este Samsung Galaxy A23 5G, uniformizando a linha Galaxy A. É um design perfeitamente adotado ao uso moderno e a qualquer situação do quotidiano, não tendo aqui qualquer querela com as escolhas de design.

Samsung Galaxy A23 5G

Aliás, deixo inclusive uma nota de louvar pela estética e aparência geral do smartphone, pese embora este seja um quesito subjetivo.

Qualidade de Construção: digna para um smartphone Samsung

O vidro Gorilla Glass 5 da Corning reveste o seu ecrã. Já o plástico reveste as demais facetas do telefone, inclusive a sua estrutura. Isto resulta num equipamento suave ao toque, mas com bom peso de 197 gramas. Sem rangidos, ou sinais exteriores preocupantes.

Samsung Galaxy A23 5G

As suas dimensões, de 165,4 x 76,9 x 8,4 mm (altura x largura x espessura) retratam um telefone algo, mas relativamente fácil de usar com uma mão. O telefone apresenta-se esbelto e deveras agradável de contemplar e sobretudo de usar.

Aponta-se a presença de margens dignas de nota, sobretudo o queixo do dispositivo, com a câmara fotográfica frontal a ocupar uma posição central, no "notch" em forma de "U".

Samsung Galaxy A23 5G

Senti falta de, pelo menos, uma auscultador que se desdobre como segundo altifalante. Certo é que não estava à espera de certificação IP (nem a temos), mas um altifalante secundário, ou algo perto disso, já melhoraria bastante a experiência de entretenimento.

Infelizmente, este é um dos sacrifícios a fazer para manter o preço em conta.

Botão de seleção de volume colocado numa posição pouco prática

Samsung Galaxy A23 5G

O Samsung Galaxy A23 5G tem todos os botões físicos na sua lateral direita. São estes o botão On / Off que incorpora também o leitor de impressões digitais, bem como o botão seletor de volume. O toque de plástico não ajuda, mas cumpre a sua função.

Porém, é a sua posição que me levantou mais dificuldades no uso diário. Está muito acima do que é normal, ou sequer esperado e quase que deixamos cair o telefone para lá chegar com uma ginástica de dedos. Não recomendo nem gostei.

Ecrã IPS LCD a 120 Hz surpreendentemente bom para menos de 300 €

Samsung Galaxy A23 5G

Bom, sendo a Samsung a marca de referência na produção e desenvolvimento de ecrãs, não é de todo uma surpresa. É, de qualquer modo, uma visão muito agradável neste telemóvel de gama média, representando também uma forte melhoria face à geração anterior.

Importa frisar que o modelo prévio tinha um ecrã TFT LCD a 90 Hz, ao passo que o Samsung Galaxy A23 5G tem um ecrã IPS LCD de 6,6 polegadas com bom brilho e alta resolução Full-HD+. Ademais, temos uma taxa de atualização superior, até 120 Hz.

Samsung Galaxy A23 5G

Dito isto, o ecrã é facilmente um dos melhores aspetos e elementos do smartphone Android aqui em apreço. É belo de contemplar, com muito brilho para ser usado no exterior e resolução mais que suficiente.

O facto de não ser um ecrã AMOLED não sacrifica aqui, notoriamente pelo menos, a experiência de utilização do utilizador comum. Por isso mesmo, não mereceu um juízo severo da minha parte.

Samsung Galaxy A23 5G

Temos boa definição, alta taxa de atualização e brilho suficiente para o usarmos ao ar livre confortavelmente. Certo é que não são as "cores AMOLED", mas não deixa de ser um ecrã manifestamente bom. Aliás...

É um (muito) bom ecrã, sobretudo para esta faixa de preços.

Desempenho sofrível para um smartphone no mercado em 2023

Samsung Galaxy A23 5G

O Samsung Galaxy A23 5G está a 4 GB de distância de poder ser recomendado por mim que aqui empresto a pena à 4gnews. O smartphone chega até às nossas mãos com 4 GB de memória RAM e o processador Snapdragon 695 5G da Qualcomm.

Este mesmo SoC, em smartphones de outras fabricantes, com preços similares, dotado de 8 GB de RAM, já não apresentam estes ocasionais mas irritantes travamentos. São um péssimo sinal para um smartphone que acabamos de tirar da caixa.

Samsung Galaxy A23 5G

Por outras palavras, se de imediato sentimos falhas no desempenho, com o ocasional travamento, leve, mas existente, imagine-se como estará o mesmo smartphone daqui a 6 meses, ou a um ano! Não, não o podemos recomendar exceto se custar até 200 euros.

Esta sintomática tornou-se grave quanto ativei os Gestos de Navegação - algo que podemos fazer logo na configuração inicial. Arrependi-me de o ter feito e só quando optei para os 3 botões de navegação tradicionais é que a situação atenuou um pouco.

Samsung Galaxy A23 5G

O smartphone não é rápido, nem estava à espera de uma máquina irrepreensível. Porém, não posso tolerar atrasos notórios ao abrir mais que uma aplicação como o Facebook, Instagram e outra qualquer corriqueira. Não. Aqui não passa, nem pode passar!

São animações que nos deixam à espera, em frações de segundo, mas o suficiente para irritar profundamente os nossos cérebros já habituados a respostas imediatas. Não é um problema da mais grave natureza, mas existe e não o pude ignorar.

8 GB de memória RAM salvariam o Samsung Galaxy A23 5G

Samsung Galaxy A23 5G

Sinto que mais um pouco de músculo, nomeadamente mais memória RAM, salvaria o desempenho do telefone. Aliás, sob pena de me exceder, acredito que o telefone seria facilmente recomendável nestas circunstâncias por tudo quanto mais tem para oferecer.

O pior? Há mais áreas, gratas dos utilizadores, que acabam por sair prejudicadas com estes míseros 4 GB de memória RAM, conjugados, note-se, com o perfeitamente decente Snapdragon 695 5G (6 nm) da Qualcomm.

Samsung Galaxy A23 5G

Principais especificações técnicas do Samsung Galaxy A23 5G

  • Ecrã: 6,6 polegadas, IPS LCD Full-HD+ a 120 Hz
  • Processador: Snapdragon 695 5G (6 nm) da Qualcomm (octa-core a 2,22 GHz)
  • Memória RAM: desde 4 GB
  • Armazenamento: 64 GB
  • Câmara: 50 MP + 2 MP + 2 MP + 5 MP / 8 MP
  • Bateria: 5 000 mAh de capacidade a 25 W
  • Software: Android 13 da Google com a One UI 5
  • Dimensões: 165,4 x 76,9 x 8,4 mm
  • Peso: 197 gramas
  • Cores: Black (preto), White (branco), Peach (laranja), Blue (azul)

Câmara fotográfica: vítima do próprio desempenho do smartphone

Samsung Galaxy A23 5G

O smartphone Samsung Galaxy A23 5G carreia a sua falta de recursos para áreas cruciais como a câmara fotográfica. A lentidão pontual nota-se ao desbloquear o smartphone com recurso ao leitor de impressões digitais, mas não se fica por aí.

Ao captar imagens, por exemplo ao ar livre de objetos estáticos, boa sorte em manter o telefone estabilizado durante o tempo necessário para a câmara captar a imagem. Mais facilmente ficarão com uma imagem tremida do que com uma bela captura.

Samsung Galaxy A23 5G

E pasme-se! O telefone é bem equipado de sensores fotográficos, tem um total de quatro na traseira. Mais concretamente, temos 50 MP + 5 MP + 2 MP + 2 MP com objetivas grande angular, ultra grande angular, macro e de profundidade.

O resultado? A versatilidade que temos vindo a esperar de um bom smartphone em 2023. Porém, na hora de captar e gravar imagens, o telefone arrasta-se e isto é o suficiente para perdermos alguns bons momentos e potenciais fotografias.

Samsung Galaxy A23 5G

Em suma, se o objeto se movimentar, é muito provável que a foto saia desfocada. Nas demais situações, é uma câmara perfeitamente capaz para as necessidades atuais dos jovens e maioria dos utilizadores.

Não é excelente, tampouco muito boa, mas é versátil e competente. Mais que razoável, dá-nos ferramentas criativas dignas de nota, pese embora o processo de gravação do material captado não seja rápido, tal como acima melhor se explicou.

Samsung Galaxy A23 5G

Em suma, apesar de versáteis os resultados são ainda assim pouco inspirados. A saturação de cor fica em falta, bem como equilíbrio geral de brancos. Sinceramente, preferia menos sensores de imagem e uma melhor otimização que muitas câmaras e resultados sem sal, ou algum atributo mais digno de nota.

Câmara frontal de 8 MP, competente para selfies

Samsung Galaxy A23 5G

A câmara fotográfica frontal do Samsung Galaxy A23 5G, para selfies é perfeitamente capaz. Não surpreende, nem desilude, mas cumpre o seu propósito com rigor suficiente para lhe dar um aval positivo.

Por fim, ambas as câmaras são capazes de gravar vídeo em qualidade Full-HD 1080p com resultados medianos, aptos para usar em redes sociais com qualidade suficiente.

Autonomia digna de nota com bateria de 5 000 mAh

Samsung Galaxy A23 5G

O Samsung Galaxy A23 5G é dotado de uma bateria de 5 000 mAh de capacidade com carregamento, por cabo, a 25 W de potência, um combo muito agradável. Temos autonomia para um dia de forte uso, ou quiçá dois dias de uso moderado a leve.

É neste quesito que podemos dar uma nota mais positiva ao smartphone Android, com uma boa gestão do consumo energético e autonomia bastante agradável para o seu setor. É para durar um dia de muito forte utilização, sem preocupações.

Software: A um passo da perfeição com a One UI 5

Samsung Galaxy A23 5G

A cada atualização da One UI, a interface ou skin da Samsung que reveste o sistema operativo Android, esta UI está cada vez mais agradável. Sobretudo agora que incorpora rigorosamente os ditames de design Material You da Google, uma autêntica joia.

Devo dizer que tolerei os atrasos ou lag pontual do smartphone pela tão agradável One UI 5.0. O simples facto de, logo ao tirar o smartphone da caixa ter o Android 13 numa atualização de sistema pronta a instalar foi maravilhoso!

Samsung Galaxy A23 5G

Dito isto, o departamento de atualizações de software e assistência oficial da Samsung está de parabéns. Já o responsável pelos 4 GB de memória RAM neste smartphone merece uns impropérios.

Retomando a narrativa, há uma união extremamente agradável entre os ideais de design e produto da Samsung e a ordem da Google com o seu Material You. Os elementos como menus e botões estão apresentados de forma orgânica, natural a aprazível.

Samsung Galaxy A23 5G

Vemos isso ao longo de todo o telefone, todos os elementos e botões, widgets. Muitos parabéns à integração do software e desenvolvimento do mesmo. Está uma interface quase excelente, não fosse trazer ainda algum (bastante) peso extra.

Teima a Samsung em manter uma loja de apps separada, certo é que está no seu direito e nem só de Google vive o mundo, mas sobretudo neste telemóvel com restrições de hardware... Bom, uma "dieta" de software far-lhe-ia maravilhas!

Samsung Galaxy A23 5G

Mais uma vez, há ainda assim mais para gostar do que para reprimir nesta One UI 5, com o Android 13 da Google. É uma autêntica lufada de ar fresco para quem vem de outro smartphone que não um Samsung. Já para os utilizadores da marca, é uma natural evolução, muito positiva e digna de louvor.

Podia ser otimizada para remover serviços e sobretudo aplicações redundantes, mas certo é que a Samsung está no seu direito de estender e zelar pelo seu ecossistema.

Samsung Galaxy A23 5G

Conclusão: o Samsung Galaxy A23 5G ficou a 4 GB de ser recomendado pela 4gnews

É frustante quando sabemos que temos uma joia em mãos, mas que por alguma decisão, sem dúvida de ordem financeira, o produto acaba truncado em áreas-chave. Infelizmente, este é o caso do Samsung Galaxy A23 5G, um telemóvel que podia ser facilmente recomendável até 300 euros se o seu desempenho inspirasse confiança.

Dito isto, não deixa de ser uma opção viável se o preço estiver mais próximo dos 200 euros. Aliás, podem até comprar o produto pois tem vários pontos a seu favor, o mais forte dos quais as atualizações e suporte de software.

Samsung Galaxy A23 5G

Ecrã: 6.6'' Full-HD+ a 120 Hz
Processador: Snapdragon 695 5G (6 nm) da Qualcomm
RAM: desde 4 GB
Armazenamento: desde 64 GB
Câmaras: 50 + 5 + 2 + 2 MP / 8 MP
Bateria: 5 000 mAh a 25 W

Lançamento: setembro de 2022

Façam-no, porém, por vossa conta e risco de em pouco tempo se sentirem frustrados com os seus "soluços". Se, nas breves semanas em que o tive, apresentou estes lapsos notórios, imagine-se pois então daqui a uma mão cheia de meses...

Pontuação 4gnews (de 0 a 10)

Escolha de design 7
Qualidade de construção 6,5
Ecrã 7,5
Qualidade de som 5
Performance/Desempenho 4
Interface/UI 7,5
Câmara 7
Bateria 8
Qualidade/preço 7
Pontuação 6,6 - Razoável

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. Ocupa-se com a atualidade tecnológica na 4gnews. Email: ruibacelar@4gnews.pt