Mais um Samsung explode no bolso da camisa de um utilizador (vídeo)

Filipe Alves
A Bateria do smartphone que explodiu não era da Samsung

Os smartphones da empresa asiática já passaram por alguma polémica num passado recente. O Galaxy Note 7 acabou mesmo por ser retirado do mercado por várias unidades apresentarem problemas nas baterias.

Depois de imensas notícias sobre telefones a explodirem a torto e a direito, eis que mais um Samsung acaba de cair nos headlines menos positivos.

Vê ainda: oficialmente ao Cnet indicando que o terminal em questão não estaria a utilizar uma bateria original do smartphone, ou seja, não se podem responsabilizar por algo que não é deles.

No comunicado oficial o porta-voz da empresa sul-coreana referiu: "Depois de uma investigação minuciosa, descobrimos que a bateria usada no dispositivo não foi fabricada pela Samsung ou por uma empresa autorizada pela Samsung.

Desejamos sinceramente a rápida recuperação do nosso cliente e recomendamos a todos os nossos consumidores que utilizem as baterias genuínas ou aprovadas da Samsung que foram projetadas especificamente para uso nos produtos Samsung."

Por isso se és um daqueles que compra uma bateria de 10 euros para um smartphone, pensa duas vezes. Às vezes o barato sai caro.

A Samsung não é a única numa situação menos vantajosa quanto às suas baterias. Também a Apple está a passar por um mau bocado devido a problemas na integridade nas bateria do iPhone 8.

Outros assuntos relevantes:

Motorola – O que se está a passar com o Moto G5 Plus e ligação Wi-Fi?

Huawei – Quando e a quem chega a atualização para Android Oreo?

Google Pixel 2: a previsão acertada acerca dos novos Android

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.