Realme: Xiaomi terá um forte concorrente para os seus Mi True Wireless Earphones

Filipe Alves
Comentar

A Realme é a forte concorrente da Xiaomi neste momento. Depois de atacar forte nos smartphones, eis que a marca prepara uns concorrentes aos Mi True Wireless Earphones.

Segundo o CEO da marca, a Realme prepara-se para apresentar os seus "Realme Truly Wireless Earbuds" já no próximo dia 17 de dezembro. Estes earphones terão um design idêntico aos AirPods da Apple e, consequentemente, aos earphones sem fios da Xiaomi.

Earphones sem fios da Realme prometem conquistar

"And it was called Yellow..." 🎶🎶 I feel like wearing 'realme' color today! What about you @FrancisRealme? pic.twitter.com/tFl4SyHp78

— Madhav 'Super50w' (@MadhavSheth1) 6 de dezembro de 2019

Uma das caraterísticas destes earphones da Realme serão as cores. O CEO publicou uma fotografia no Twitter com uns modelos amarelos. Isto leva-nos a crer que os Realme Truly Wireless Earbuds contarão com mais tonalidades.

A caixa dos earphones serão também um powerbank. Como é de esperar neste tipo de gadgets, a sua autonomia não durará para sempre. Assim sendo, a caixa onde serão guardados terá também a possibilidade de os carregar.

Preço para competir com os Xiaomi Mi True Wireless Earphones

O preço é que ainda é uma incógnita. Os earphones sem fios da Xiaomi tem um valor a rondar os 60€ nas lojas online. Assim sendo, espera-se que o valor destes Realme não fujam muito disso. De referir que este valor é consideravelmente mais barato que os earphones da Apple, Sony ou até Huawei.

Por fim, espera-se que a Realme não faça distinção aos smartphones a que serão conectados. Tal como os outros modelos de outras fabricantes, os Realme Truly Wireless Earbuds deverão ser compatíveis com a maior parte dos smartphones Android e iOS.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.