Realme prepara a entrada no mundo dos veículos elétricos

Carlos Oliveira
Comentar

A Realme é mundialmente conhecida pela sua aposta no mercado de smartphone e outros gadgets com preços acessíveis. O seu crescimento nos últimos anos foi impressionante e isso motiva-a a apostar em novos segmentos.

A próxima etapa da Realme passará pelo setor da mobilidade elétrica, com o desenvolvimento de uma miríade de produtos desta categoria. Será, portanto, uma resposta à recente aposta da Xiaomi no desenvolvimento do seu carro elétrico.

Realme prepara-se para lançar carros, motas e outros produtos elétricos

Conforme revela um relatório da publicação RushLane, a Realme já preencheu uma marca comercial para o setor da mobilidade elétrica. Esta contempla um vasto portefólio de produtos movidos a eletricidade, o que indica que a Realme ultima os preparativos para a entrada neste segmento.

Realme

A documentação foi submetida em 2018, remetendo para o desenvolvimento de "veículos, aparelhos para locomoção por terra, ar ou água". Estas são as pistas deixadas, desde já, pela marca chinesa para o futuro da sua laboração.

Com efeito, a Realme prepara-se para construir uma divisão dedicada ao desenvolvimento de carros, motas, bicicletas, drones ou dispositivos anti-roubo para carros. O denominador comum será a forma como se movem, utilizando energia elétrica para esse efeito.

Ao submeter esta marca comercial na Índia, acredita-se que este seja o mercado de estreia para o novo segmento de produtos da Realme. Eventualmente, estes poderão migrar para outros mercados, mas por enquanto não passa de especulação.

Incerto é também o momento em que será apresentado o primeiro produto ao abrigo da nova divisão da Realme. Poderão demorar ainda alguns anos até vermos o primeiro carro elétrico da marca nas estradas, visto ser um produto com um desenvolvimento complexo.

Mais célere poderá ser a apresentação das suas bicicletas, trotinetas ou drones. Porém, os detalhes são ainda escassos no que concerne aos planos da Realme para este departamento.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.