A Razer é uma das empresas mais conhecidas no mundo gaming e ao que parece está agora preparada para apresentar o seu primeiro smartphone Android.

A empresa americana comprou no ano passado a pouca conhecida Nexbit. A tal de NextBit lançou o conhecido “Robin”, o smartphone Android que se baseava em cloud para funcionar.

Vê ainda: Huawei confirma que o Huawei Mate 10 chegará com Android Oreo

   

Embora tenha tido pouco tempo de sucesso, este NexBit Robin deu a possibilidade para que a Razer visse talento, comprasse a empresa e olhasse de forma séria para o mundo mobile.

Falou-se há uns tempos que a jovem empresa pudesse apresentar o concorrente à Nintendo Switch, contudo, recentes informações e indicam mesmo que o smartphone Android da Razer deverá ser a aposta mais certa.

NextBit foi comprada pela Razer

O CEO da empresa publicou há uns dias fotografias tiradas com este smartphone sem qualquer tipo de filtros. As imagens prometem um dispositivo não só a pensar em gaming, mas também na qualidade fotográfica.

Smartphone Android da Razer deverá ser um dispositivo a pensar em gaming

Pessoalmente, não me parece que a marca americana tente combater os topos de gama. Neste momento os smartphones com grandes especificações tem sido cada vez mais difíceis de combater, mesmo assim, é importante referir que a Razer tem um leque de fãs que no mundo mobile não é muito normal.

Muito conhecida pelos seus periféricos gaming, este smartphone deverá ter algum tipo de ligação com o mundo de jogos. Claro que tudo isto são especulações e só saberemos toda a verdade no dia 1 de novembro, dia que a empresa marcou para revelar oficialmente o seu smartphone Android.

Não sabemos a que mercados é que este smartphone chegará, porém, a Razer já tem uma boa cadeia de distribuição em todo o mundo, assim sendo, acredita-se plenamente que possa chegar para os mercados mais importantes, português e brasileiro incluídos.

Outros assuntos relevantes:

Em breve terás a App de Bateria do Google Pixel na Google Play Store

Huawei Mate 10 Lite poderá custar 349€ na Europa

HTC regista um animador aumento das receitas em Setembro