Processador do Honor 30 não desilude em benchmarks!

António Guimarães
Comentar

O Kirin 985 é o processador mais recente da Huawei, lançado para o Honor 30. Como seria de esperar, o processador passou pela plataforma de testes AnTuTu, conseguindo uma pontuação alta de 386 mil pontos. Eis a imagem com os detalhes.

dfgdg

Neste caso, o processador foi testado diretamente no Honor 30, na versão de 8GB de RAM e 128GB de memória interna. Apesar de ser inferior ao Kirin 990 (presente nos Huawei P40), o Kirin 985 mantém a inteligência artificial NPU de dois núcleos.

Se dividirmos a pontuação, a unidade de CPU do Kirin 985 recebeu 122 mil pontos enquanto a unidade de GPU (gráfica) recebeu 131 mil pontos. Sendo um processador recente num equipamento recente, é provável que melhorias e atualizações de software aumentem estas pontuações.

Devemos confiar nas plataformas de benchmark?

Verdade seja, dita devemos sempre tomar com alguma cautela as informações das plataformas como AnTuTu. Estas plataformas dão pontuações por vezes superficiais, baseadas nas velocidades dos núcleos e outros fatores técnicos. Desta forma, uma alta pontuação nem sempre se traduz em alta performance.

Recentemente, a Mediatek foi "apanhada" a mentir nos testes de benchmark. A fabricante utilizou modos de alta performance nos seus equipamentos para aumentar a pontuação de forma artificial. Contudo, existem mais marcas que são culpadas desta prática.

Assim sendo, devemos interpretar estas plataformas como uma forma rápida de perceber a performance e fazermos algumas comparações iniciais. Os verdadeiros testes de performance passam por uma utilização real do equipamento, com consumo de multimédia, multi-tarefas, abertura de apps e jogos.

Editores 4gnews recomendam:

António Guimarães
António Guimarães
Juntamente com os seus atuais companheiros Mi A2 e Surface Go, batalha para elucidar as massas sobre todos os acontecimentos da esfera tecnológica. "Informação é poder" é a frase que o acompanha diariamente. Talvez um dia a coloque numa t-shirt.