Primeiro iPhone com câmara sob o ecrã só chega em 2027

Mónica Marques
Mónica Marques
Tempo de leitura: 2 min.

Apenas alguns smartphones apresentam uma câmara embutida no ecrã. Este não é um atributo que esteja já massificado no mercado. Mas de acordo com informações reveladas pela publicação The Elec, a Apple começou agora a trabalhar num modelo iPhone que inclua esta característica.

No entanto, teremos de aguardar até ao longínquo ano de 2027 para recebermos esta novidade no smartphone icónico da Apple.

Câmara sob o ecrã apresenta um grande desafio

imagem do iPhone 15 Pro Max em grupo
O iPhone 15 Pro Max foi o primeiro a integrar um sensor periscópio Crédito@Apple

A publicação sul-coreana The Elec apoia-se em informação oriundas do fornecedor de ecrãs da Apple LG Innotek para avançar com esta informação.

Mas a mesma fonte aponta que uma câmara embutida no ecrã apresenta um grande desafio de produção. Em comparação com as câmaras frontais atualmente existentes, um sensor sob o ecrã produz imagens com menos qualidade. Tudo porque, entra no sensor uma quantidade mais reduzida de luz.

E o grande desafio é que a câmara sob o ecrã forneça os mesmos resultados que uma câmara dita normal. Esse é um pedido da Apple e para que isso aconteça a LG Innotek está já a trabalhar numa solução.

Segundo a publicação The Elec, a solução passa por um sistema de objetivas, designado por “ótica de forma livre”. Na prática, o fabricante vai controlar a espessura da objetiva periférica, reduzindo a distorção e aumentando a relação de intensidade de luz, em volta do módulo ótico.

Espera será longa, mas não surpreendente

Mas para garantir que tudo funciona na perfeição e que os resultados entregues aos utilizadores são os melhores, a Apple não se importa de demorar a integrar algumas novidades no seu portefólio.

Por essa razão, um iPhone com câmara embutida no ecrã só deve chegar ao mercado em 2027 com a geração 19 do smartphone.

A espera é longa, mas não surpreendente. Não é a primeira vez que a empresa de Cupertino regista um atraso face aos seus concorrentes. Os melhores exemplos são a integração de um sensor periscópio que só chegou agora com o iPhone 15 Pro Max e tão desejada entrada universal USB-C, depois da pressão exercida pela legislação da União Europeia.

Editores 4gnews recomendam:

Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira. monicamarques@4gnews.pt