Preço do Apple iPhone 12: não vais gostar do que este analista tem previsto

Filipe Alves
Comentar

Os rumores dos novos modelos iPhone 12 da Apple continuam a aumentar. A empresa apenas revelará os novos equipamentos em setembro (se tudo correr bem) e isto significa que estes rumores e fugas de informação deverão ser mais corretos que nunca.

Ainda assim, esta é uma informação dada por um analista de mercado com o nome de Jeff Pu (com boa reputação). A sua análise de mercado refere que o iPhone 12 será mais caro que o antecessor 50$. Ou seja, se o modelo foi comercializado em Portugal por 829€, é plenamente plausível que chegue com preços a rondar os 900€.

Preço do iPhone 12 subirá devido às seguintes razões

Apple iPhone 12

O analista refere que há duas grandes razões para a subida de preço do novo iPhone 12. A primeira é a implementação da tecnologia 5G no smartphone. A segunda razão passa pela implementação do ecrã OLED que é ligeiramente mais caro que os modelos LCD.

Ainda assim, o analista referiu que os valores não assustarão os amantes da marca e refere que este será um dos smartphones mais populares da marca.

Vale a pena referir que o valor do iPhone 11 nos EUA, por exemplo, é seriamente inferior ao nosso. O modelo é vendido por 699$ e em Portugal chegou a 828€. Ou seja, estes 50$ de aumento podem até não fazer muita diferença no mercado norte-americano, contudo, criarão um grande impacto no preço do iPhone 12 em Portugal.

Um iPhone mais caro e sem acessórios

Apple iPhone 12

Algo que também vale a pena referir são os rumores que temos vindo a ouvir sobre o iPhone 12. Fala-se que a Apple tomará uma medida pouco popular.

Ao que parece, teremos um smartphone sem adaptador de carregamento e sem earphones. Isto é, a Apple até nos pode oferecer um terminal de valor mais convidativo, porém, teremos sacrifícios dentro da caixa.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.