Popularidade do Samsung Galaxy S10 não impede as piores receitas dos últimos 2 anos

Vitor Urbano

A Samsung apresentou os resultados referentes ao primeiro trimestre de 2019, e os números estão longe de serem positivos. Mesmo conseguindo manter-se a par do que tinha sido previsto, a fabricante apresentou as receitas mais baixas dos últimos dois anos. Ainda que o Samsung Galaxy S10 se tenha tornado bastante popular, as suas vendas não conseguiram evitar este 'acidente'.

Mas as quebras das receitas da Samsung não aconteceram apenas no segmento móvel. Também os negócios de ecrãs e semicondutores apresentaram quebras significativas. Em termos gerais, a fabricante apresentou lucros operacionais a rondar os 4,8 mil milhões de euros. No que respeita às receitas, caíram um total de 13,5%.

Samsung receitas

Ainda assim, a fabricante espera que os números melhorem consideravelmente durante a segunda metade de 2019, com os vários negócios a recuperarem os níveis habituais de procura. Assim como um crescimento considerável nas vendas dos seus vários smartphones.

Negócio dos smartphones da Samsung sofre queda de quase 50%

A par com a divisão de semicondutores, também os smartphones da fabricante sul-coreana acabaram por apresentar números muito fracos em lucros operacionais. Quando comparado com os resultados obtidos no ano passado, o negócio dos smartphone sofreu uma queda de 40% durante o primeiro trimestre deste ano.

Esta quebra verifica-se mesmo com os novos Samsung Galaxy S10 a revelarem-se extremamente populares. Ainda que a fabricante não tenha revelado os números oficiais de vendas. Estudos realizados após a sua chegada ao mercado, revelaram uma muito maior procura quando comparado com o seu antecessor.

Samsung Galaxy S10

Com toda a certeza, a mais recente controvérsia criada pelos problemas apresentados no Samsung Galaxy Fold vieram piorar ainda mais a situação. Por isso, a fabricante conta já com números menos positivos, também para o segundo trimestre.

No entanto, apesar do pequeno 'percalço', não mostram nenhuma intenção de alterar a sua estratégia no que respeita à aposta nos smartphones dobráveis. Afinal de contas, a Samsung investiu muitos milhões de euros para desenvolver esta tecnologia. Por isso, não será aceitável aceitar a palavra 'fracasso'.

Assim sendo, os engenheiros da marca irão trabalhar arduamente para corrigir os problemas com o ecrã do Galaxy Fold, e ajudar a que os números sejam bem mais positivos durante a segunda metade de 2019.

Editores 4gnews recomendam:

Vitor Urbano
Vitor Urbano
Sempre de mão-dada esteve a tecnologia, o desporto e o mundo gaming. Por isso, se não estiver a escrever sobre o que de novo há no mundo da tecnologia, o mais provável é estar a jogar uma partida de Ultimate Team no FIFA 19.