Patente da Tesla promete livrar-se de limpa para-brisas! Lasers são a solução!

Filipe Alves
Comentar

A Tesla não para de surpreender. Depois de nos mostrar o Cybertruck, um carro que mais parece tirado de um filme de ficção-científica, eis que a nova patente promete livrar-se dos limpa para-brisas dos carros.

Não deixa de ser interessante o quão essa tecnologia não evoluiu ao longo dos anos. Estamos quase em 2020 e os carros já são autónomos, porém, para limpar a chuva dos vidros ainda temos um plástico a "dar-a-dar" para nos dar visibilidade.

Lasers são a solução dos limpa para-brisas dos futuros Tesla

Tesla chuva

A nova patente da Tesla promete limpar o vidro com lasers. A tecnologia é totalmente nova e sinceramente não temos completa ideia de como funciona. Temos apenas a noção que os lasers ficarão no capô do automóvel e terão a finalidade de limpar a chuva do vidro frontal.

Tesla patente

Podemos ler na descrição da patente "Um sistema de limpeza para um veículo inclui um conjunto ótico que emite um laser para irradiar uma região no vidro do veículo, um circuito de deteção de detritos que deteta detritos acumulados na região e um circuito de controlo. O circuito de controlo calibra um conjunto de parâmetros associados ao laser emitido pelo conjunto ótico com base na deteção de detritos acumulados na região do vidro, (...) remove o detritos acumulados sobre a região no artigo de vidro usando o raio laser."

Quando teremos um laser como limpa para-brisas

Como em todas as patentes, nada é garantido. Temos apenas a noção que a Tesla está a trabalhar na tecnologia e acredita que é importante o suficiente para que seja patenteada. Ou seja, para que nenhum dos seus concorrentes utilize a mesma tecnologia implementada.

Assim sendo, teremos de esperar pelo futuro. Para já Elon Musk deve estar focado no lançamento do Cybertruck e na revelação do novo Roadster. Quem sabe se será neste carro que esta nova tecnologia de lasers será implementada.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.