Sensor biométrico

Os leitores de impressões digitais vieram revolucionar a forma como mantemos os nossos gadgets seguros. Numa altura onde qualquer smartphone já conta com esta característica é neste momento uma desvantagem para uma empresa vender um equipamento sem tal.

Vê ainda: Apple confirma a apresentação dos novos iPhone 7 no dia 7 de setembro

   

Mas os botões de impressões digitais, embora seguros, estão longe de fazer o nosso smartphone elegante. No iPhone, como em outros terminais, o botão “home” serve também para embarcar a tecnologia o que faz com que o smartphone tenha bezels maiores e consequentemente seja menos confortável na mão.

Terminais como os da Huawei ou mesmo o novo Bq X5 Plus contam com o leitor biométrico na parte traseira do equipamento, uma localização que na minha opinião está longe de ser a perfeita. Sempre que o terminal está em cima da mesa tens de pegar nele para o desbloquear ou terás mesmo de introduzir o código que seleccionaste previamente.

Na MWC15 vimos que a Qualcomm estava a trabalhar num leitor de impressões digitais embutido no próprio vidro do smartphone, mas até ao momento não passava de uma utopia.

Pois be, a empresa Synaptics decidiu ser a primeira a lançar um leitor biométrico capaz de ser embutido no ecrã, dando agora mais possibilidade às empresas de fazer os smartphones totalmente diferentes daqueles que temos no mercado neste momento.

Espera-se que esta tecnologia comece a ficar "main stream" nos próximos dois anos e aqueles sexy concepts que vimos de smartphones com ecrãs ponta a ponta poderão agora se tornar realidade. A tecnologia está a mudar e sinto-me feliz que estejas a ver esta evolução connosco.

Talvez queiras ver: