OnePlus 5
Pete Lau, co-fundador da OnePlus

Com o lançamento de equipamentos como o OnePlus 3 e, posteriormente o OnePlus 3T em finais de 2016, a OnePlus recebeu vários louvores. A relação qualidade-preço dos seus equipamentos era imbatível. O seu desempenho invejável. O resultado? Uma enorme antecipação para o topo de gama de 2017, o OnePlus 5 que viria a ser lançado no passado dia 20 de junho. O resultado? Críticas por tudo e por nada. Algumas com razão de ser, outras…talvez nem tanto.

Vê ainda: OnePlus 5 – 5 razões para comprar este Smartphone

Em resposta ao criticismos, Pete Lau, co-fundador da empresa já respondeu por várias vezes às principais problemáticas. Hoje voltou a fazê-lo e referiu-se a inúmeros pontos do seu novo OnePlus 5. Desde o ecrã / tela, a resistência à água e claro, à notória subida de preços deste cativantes smartphone Android.

   

Note-se que slogans como “Flaghship Killer” ou “Never Settle” elevam bastante a expectativa do público e quando o smartphone não cumpre todas essas expectativas, algumas exageradas por todo o hype, é normal que surja algum criticismo. Contudo, quando uma marca que se quer afirmar junto das maiores construtoras é apanhada a adulterar os resultados dos benchmarks ou se atrasa a atualizar alguns dos antigos topos de gama, todas as baterias lhe são apontadas.

Resistência à água

Esta característica já é muito comum na maior dos topos de gama Android e não só. Desde que o Sony Xperia Z popularizou este conceito em janeiro de 2013 que várias outras construtoras tem reforçado a robustez dos seus equipamentos. Em 2017 é perfeitamente normal que tanto os consumidores como os media dedicados tenham estranhado a falta desta resistência à água (certificação IP67 – 68) no OnePlus 5.

OnePlus 5
O OnePlus 5 não apresenta certificação IP68 mas será capaz de aguentar alguns salpicos. Na imagem, o smartphone completamente desmontado.

Posto isto, em declarações ao The Indian Express”, Pete Lau afirmou que “não está convencido de que a resistência à água é um grande desejo ou requerimento do público”. Acrescentou ainda que “tal característica acaba por tornar o smartphone mais grosso e pesado”. Disse também que o OnePlus 5 possui alguma resistência à água mas que a empresa decidiu não publicitar este quesito.

Vê ainda: OnePlus 5 – 5 razões para não comprar este Smartphone

Se me permitem uma reflexão pessoal, neste ponto apesar de não concordar integralmente com as afirmações de Pete Lau, a resistência à água é sim um quesito que preocupa os consumidores. Contudo, tornar um smartphone resistente à água implica selar todos os pontos de entrada possíveis. Mais ainda, tal processo não é isento de custos, seja na produção como no posterior pós-venda. Afinal de contas, o OnePlus 5 custa algumas centenas de euros menos do que o Galaxy S8, LG G6 e iPhone 7.

A questão dos Benchmarks

Comentando as recentes problemáticas dos benchmarks alterados, Pete Lau explicou que era de crucial importância que um smartphone tivesse uma ótima e eficaz dissipação de calor para que conseguisse manter um bom desempenho do seu processador. “Caso exista aquecimento significativo o desempenho do processador não vai atingir o seu máximo potencial. Nós apenas tentamos desbloquear todo o poder do CPU. Nós nem sabemos como fazer overclock”.

Pessoalmente não fico convencido com estas explicações. Especialmente com a parte de não saberem fazer overclok, claro…De qualquer forma não é o resultado ou números do benchmarks que preocupam o consumidor mas sim a transparência da marca, ou falta dela. Este assunto foi abordado mais a fundo, aqui.

Inspirações no iPhone?

Relativamente às semelhanças com o iPhone 7 Pete Lau adotou uma postura mais firme ao dizer que “Desde o OnePlus One que ouvimos esse tipo de comentários”. “O tempo acaba por provar tudo. O OnePlus One tornou-se um clássico”.

É verdade que é cada vez mais difícil conceber smartphones que sejam completamente distintos dos demais, até porque todos eles partilham imensos componentes e vetores de design como a obrigatoriedade de um ecrã retangular e câmara na traseira. Contudo é inegável que o OnePlus 5 sorveu alguma inspiração do iPhone. O resultado? Um smartphone Android extremamente elegante, ainda que possa ser pouco original.

Falta um ecrã Quad-HD no OnePlus 5?

Alguns fãs e consumidores queixara-se da falta de um ecrã 2K Quad-HD (2650x1440p). No OnePlus 5 temos uma tela de 5.5 polegadas AMOLED com resolução Full-HD (1920x1080p). Em declarações ao The Indian Express” Pete Lau descartou o impacto dos ecrãs Quad-HD num smartphone de 5.5 polegadas. Aquilo que porventura ganharíamos em definição não justifica o acréscimo no consumo energético. “Nós não brincamos com as especificações, nós apenas queremos dar aos consumidores a melhor experiência possível”.

OnePlus 5
O OnePlus 5 possui um ecrã AMOLED de 5.5 polegadas Full-HD

Já por várias vezes discutimos a importância e diferença entre um ecrã Full-HD e Quad-HD. Especialmente se os segurares à distância normal com que usamos um smartphone será difícil reparar nas diferenças. Contudo, especialmente para o consumo de conteúdos VR (Realidade Virtual), a diferença será notória. Pessoalmente prefiro uma melhor autonomia a mais alguns pixéis no ecrã.

O Preço – €499 ou €549 pelo OnePlus 5

Relativamente ao notório aumento de preços do OnePlus 5, Pete Lau afirmou que o custo dos componentes tem aumentado em toda a indústria. Frisou ainda que estavam a utilizar 8GB de memória RAM – mais do que praticamente todos os topos de gama de 2017. Salientou ainda que até o preço da caixa do novo smartphone aumentou.

Neste ponto não existe contestação possível. O OnePlus 5 está mais caro, sim. Contudo, o preço dos componentes de hardware tem aumentado e era previsível o aumento de preços que se acabou por verificar. Mesmo assim continua a ser bem mais barato do que os seus principais rivais.

Estas foram as respostas de Pete Lau, co-fundador da OnePlus às recentes críticas que o novo OnePlus 5 tem enfrentado. O que achas das suas respostas?

Outros assuntos relevantes:

Apple iPhone 8 – Em branco e bem brilhante, porque não?

Já chegou o “novo” Samsung Galaxy Note Fan Edition!

Será proibido ter uma opinião tecnológica em 2017?

Viaandroidauthority
Fonte@Petelau

Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).