OnePlus 10 Pro: especificações 'bombásticas' do smartphone reveladas

Bruno Coelho
Comentar

Os rumores e fugas de informação sobre os OnePlus 10 e OnePlus 10 Pro adensam-se. Os novos smartphones topo de gama da subsidiária da Oppo chegarão ao mercado em 2022, e há novos detalhes em cima da mesa.

O reputado leaker Digital Chat Station veio a público revelar algumas das alegadas características do smartphone. E se alguns dos dados são óbvios, e semelhantes à anterior geração, outros mostram claras melhorias.

OnePlus 10 Pro deve chegar com carregamento rápido de 80W

Segundo o que esta fonte escreveu na rede social Weibo, o smartphone chegará com nada menos que carregamento de 80W com fios. Já o carregamento sem fios deve ficar-se pelos 50W. A bateria deve ser de 5000mAh.

As especificações do OnePlus 10 Pro segundo Digital Chat Station
As especificações do OnePlus 10 Pro segundo Digital Chat Station

Quanto às restantes características, a fonte avança que podemos contar com um ecrã AMOLED LTPO de 6,67” polegadas com resolução de 1440p e taxa de atualização de 120Hz. A câmara frontal de 32MP estará colocada no punch-hole situado no canto inferior esquerdo.

Ao que é referido, a câmara principal será de 48MP. Esta será acompanhada por uma ultrawide de 50MP, e uma lente telefoto de 8MP. Esta dará a possibilidade de zoom ótico de 3X.

O design do OnePlus 10 Pro, segundo
O design do OnePlus 10 Pro, segundo OnLeaks

Não será surpresa que este terminal chegue equipado com o processador Snapdragon 8 Gen 1. Em anteriores rumores foi referido que poderemos contar com 8 GB ou 12 GB de RAM e 128 GB ou 256 GB de armazenamento interno.

A OnePlus ainda não revelou uma data para apresentação dos novos topos de gama. Mas segundo as fugas de informação que surgiram online, esta vai acontecer no início de 2022 na China. Só entre março e abril os smartphones são esperados na Europa.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.