Sony quer melhorar a fotografia no smartphone com solução inédita

Rui Bacelar
Comentar

A Sony é uma das maiores fabricantes mundiais de sensores de imagem, detentora também de um dos mais bem sucedidos departamentos fotográficos do mundo.

Com efeito, as suas câmaras fotográficas Sony Alpha são prova viva do sucesso e crescimento do segmento das câmaras profissionais dedicadas, mas também há espaço para câmaras de smartphones ainda melhores.

A pensar nisso, a gigante japonesa deu a conhecer uma nova solução para os sensores de imagem a serem aplicados nos seus smartphones Android.

De igual modo, será também um componente que as demais fabricantes de dispositivos móveis poderão comprar com o intuito de melhorar a prestação fotográfica dos respetivos tablets e smartphones.

Sony apresenta novo sensor de imagem CMOS que capta 2x mais luz

Em abono da verdade cumpre informar que o anúncio foi feito pela própria Sony através de comunicado à imprensa. A epígrafe do referido documento declara que a Sony criou o primeiro sensor CMOS empilhado do mundo com tecnologia de duas camadas.

Para tentar simplificar este conceito, imagine-se primeiramente um sensor de imagem convencional - uma superfície repleta de células sensíveis à luz (os pixeis individuais). Ora, esta solução da Sony consiste essencialmente num sensor com dois andares, ou duas camadas de células sensíveis à luz, permitindo que esta passe da primeira para a segunda camada.

Ou seja, sem aumentar as dimensões físicas do sensor - a maior restrição para aplicação em smartphones e dispositivos móveis - a Sony pode assim duplicar a captação efetiva de luz.

Sumariamente, num smartphone há limitações de espaço - restrição física - para o aumento do tamanho dos sensores. Assim sendo, a Sony decidiu aumentar a espessura - crescer para cima e não para os lados - de modo a conseguir captar mais luz.

Tecnologia de sensor CMOS empilhado pode dobrar a qualidade das imagens captadas

A solução, ainda que pareça simples, acarreta um rol de novas preocupações como, por exemplo, o ruído digital, difusão da luz, entre outras problemáticas. Algo que a Sony teve em consideração durante o desenvolvimento deste produto agora apresentado.

Aliás, de acordo com a Sony as imagens captadas terão menos ruído digital (grão). Além disso, aponta-se um maior intervalo dinâmico, facilidade em evitar captações demasiado e pouco iluminadas, com maior saturação do sinal de imagem obtido.

Em síntese, ao empilhar os componentes do sensor a Sony terá também mais espaço para aumentar o tamanho físico de cada transístor. Algo que, por sua vez, resultará em imagens com menos artefactos digitais.

Por fim, a Sony fez saber que este novo tipo de sensores CMOS tem o mercado dos smartphones como principal alvo. Todavia, não revelou datas sobre a disponibilidade comercial desta nova e promissora solução agora apresentada.

Editores 4gnews recomendam:

  • Este smartwatch quer fazer frente aos modelos da Samsung e a Apple
  • WhatsApp introduz função mais pedida pelos administradores de grupos
  • 27 jogos e apps bons demais para serem grátis na Google Play Store
Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. Ocupa-se com as novidades de tecnologia na 4gnews. Email: ruifbacelar@gmail.com