Samsung-Galaxy-C7

A Samsung apresentou hoje dois smartphones da gama média, o Galaxy C5 e o C7, cujo termo de gama-média representa uma espécie de eufemismo quando associado a esse novo par de dispositivos.

Contudo, dois aspetos relevantes poderão estar por detrás de tudo isto. Em primeiro lugar, ainda que sendo apenas uma possibilidade, o sucesso destes dois smartphones poderá ser decisivo no que respeita à continuidade e possível sucessão do atual design – em vidro – dos smartphones da gama S para um estilo mais metálico e, portanto, parecido com estes C5 e C7. Esta possibilidade surge dado que também houve um outsider chamado Galaxy Alpha, que deu o seguimento do(s) S6(s) e S7(s).

   

Em segundo lugar, e também como um mero cenário, este novo conjunto de smartphones de gama-média/alta poderão trazer consigo a introdução a uma nova experiência TouchWiz. Com efeito, olhando para os ícones – de chamada e câmara – no ecrã de bloqueio, é notoriamente visível que eles não são coloridos nem tão redondos quanto aqueles que estão presentes nos aparelhos mais recentes da empresa coreana. Contudo, tudo isso pode tratar-se de um tema.

Sim, tudo isto pode passar de uma simples especulação mas, por outro lado, pode ser verdade e, caso se trate disso mesmo, será engraçado perceber – quanto ao corpo dos smartphones – se o próximo S8 será assim ou – no que toca à TouchWiz em si – se alterações significativas serão feitas sobre a mesma.

Talvez queiras ver:

Desde cedo comecei a interessar-me pelo que podia fazer no computador. Porém, a grande paixão surgiu com o primeiro telemóvel e complementou-se com os smartphones. Nada há a dizer, são simplesmente fantásticos e úteis em todo o tipo de situações.