Galaxy S8

O analista da KGI, Ming-Chi Kuo, previu que, tal como seria de esperar, depois dos Galaxy S8 terem mantido a tradição, se assim se pode chamar, de terem apenas uma câmara traseira, o mesmo não se verá no suposto Note 8.

Vê também: Samsung Galaxy J5: Surgem agora as primeiras fotos

   

O Galaxy Note 8 contará com as melhores especificações possíveis, disponíveis no mercado. Essa filosofia ficou marcada com os dois modelos apresentados em março, os Galaxy S8 e isso acontecerá no Note 8. Dessa forma, de acordo com a expectativa do analista referenciado anteriormente, o terminal terá uma Dual-Câmara.

E que Dual-Câmara…Algo que já vinha sonhando há algum tempo e que consiste num simples combo entre aquelas que são a filosofia da LG e da Apple neste âmbito. Ou seja, neste caso, as duas câmaras dividir-se-iam numa Grande Angular e numa outra de Zoom Ótico.

A primeira, a Wide-Angle, contaria com 12MP e tecnologia Dual Pixel com focagem automática, e a segunda com 13MP, com Zoom Ótico até três vezes. Tanto uma como outra opção não foi vista na apresentação dos dois Galaxy S8 e sem dúvida que levaria muita gente a apaixonar-se pelo Note 8 só por este aspeto.

A aposta mais fantástica de sempre por parte da Samsung?

O Galaxy Note 8 será certamente um dos melhores smartphones que poderão ser apresentados em 2017. No fundo, parece que a Samsung se poupou na criação dos Galaxy S8 para depois, na segunda metade do ano, poder lançar um phablet totalmente revolucionário. Pois, o único problema poderá ser esse.

Nem todos queremos carregar num bolso um dispositivo gigantesco mas, como é óbvio, há quem não se incomode com isso e, por outro lado, há quem vá comprá-lo imediatamente devido à sua capacidade fotográfica.

Talvez seja uma dessas pessoas. Resta saber se a minha carteira concordará comigo.

Outros assuntos relevantes:

Motorola: Eu quero este Moto Mod com teclado QWERTY!

Meizu E2: Novo vídeo mostra o futuro smartphone da empresa

Xiaomi Mi 6 já é oficial e promete competição!

ViaGSMArena
Desde cedo comecei a interessar-me pelo que podia fazer no computador. Porém, a grande paixão surgiu com o primeiro telemóvel e complementou-se com os smartphones. Nada há a dizer, são simplesmente fantásticos e úteis em todo o tipo de situações.