Nokia_Phones-500x261

 

A Nokia acabou de publicar uma declaração no seu site oficial (fonte), onde se lê expressamente que “não temos qualquer intenção de produzir ou vender dispositivos móveis”. Além disso, a marca classificou como falsos todos os rumores que se ouviram durante a semana.

   

Esta foi daquelas noticias que não me convenceram, vi vários blogues e no geral, toda a comunidade tecnológica a noticiar o suposto regresso da Nokia ao mercado dos smartphones e pensei que era demasiado bom para ser verdade. Pois bem, era mesmo!

Os supostos planos da Nokia para 2016 e para o regresso ao mercado dos dispositivos móveis teriam partido de um jornal chinês que citava Mike Wang, o presidente da Nokia China e que, segundo ele, a marca voltaria a produzir smartphones na cidade chinesa de Sichuan.

Por vezes não basta desejar muito uma coisa para que ela se realize, no mundo real as coisas raramente correm como as desejamos ou sonhamos. A Nokia, neste último comunicado oficial, foi bastante breve e extremamente explícita, negando todo e qualquer plano para voltar aos grandes mercados de dispositivos móveis.

No entanto, podemos ir mais além e interpretar o óbvio, tentando discernir o implícito. Em parte alguma deste comunicado é dito que a marca não poderá autorizar a que terceiros, outros construtores produzam dispositivos concebidos pela Nokia, tendo sido esse o caso do tablet Nokia N1, um dispositivo desenhado e concebido pela Nokia mas produzido e comercializado pela Foxconn.

Além disso, a Nokia está impedida de produzir e comercializar equipamentos móveis até ao último trimestre de 2016 portanto é normal que, pelo menos num futuro próximo, não se aventure de novo neste mercado.

No entanto, a esperança é a ultima a morrer e a Nokia é mais do que um nome e sem dúvida, mais do que um fantasma do passado.

Talvez queiras ver:

 

Diz o que tens em mente nos comentários abaixo. E que tal ajudares um projeto Português? Sabe mais

Queres ser nosso amigo? Segue-nos nos meios de comunicação.

Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).