Nissan Qashqai: novo modelo com motor elétrico e gerador a gasolina

Bruno Coelho
Comentar

Foi finalmente revelado o novo Nissan Qashqai. E a grande novidade está numa versão que chega com a tecnologia híbrida própria da Nissan: a denominada e-Power é estreada na Europa através de um dos novos modelos.

Na prática, o que esta tecnologia permite é que a chave esteja efetivamente um motor elétrico. No entanto, a energia chega a partir de um gerador a gasolina. Esse motor de combustão encontra-se efetivamente ligado às rodas do veículo. Na prática, o motor terá assim maior potencialidade para produzir mais, gastando menos combustível.

Motor a gasolina do novo Nissan Qashqai serve para gerar eletricidade

“O elemento único do Nissan e-Power é o facto de o motor a gasolina ser utilizado apenas para gerar eletricidade, enquanto as rodas são exclusiva e totalmente acionadas pelo motor elétrico. Tal permite que o sistema funcione sempre com autonomia ideal, resultando em eficiência de combustível superior e emissões de CO2 mais baixas em comparação com um motor de combustão interna tradicional”, refere a Nissan em comunicado.

Nissan Qashqai

Outro pormenor importante deste Qashqai é o seu sistema de apoio à condução. Este chega com o ProPilot, que permite que o veículo adapte a velocidade de forma inteligente à estrada.

É importante referir que esta variante e-Power não chegará no verão, com as restantes versões do Qashqai. No entanto, foi revelado que podemos esperar um motor elétrico de 140kW (188 cv). O seu motor com taxa de compressão variável é de 1,5 litros e conta com 154 cv.

A terceira geração do crossover chega a Portugal a partir do verão, mas já pode ser encomendada. A edição especial de lançamento chega por um valor de 33,600 €, sendo para já o único valor conhecido da nova linha.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.