Nintendo Switch Pro: assim pode ser a futura consola

Bruno Coelho
Comentar

Nos últimos meses têm sido vários os rumores sobre uma versão melhorada da consola da Nintendo. Aquela que é conhecida como Switch Pro pode chegar ainda este ano, com várias melhorias.

Tal como a 4gnews noticiou, a Bloomberg avançou esta semana com as alegadas novidades principais da consola. Entre estas estaria a possibilidade ter gráficos a 4K quando acoplada na doca e assim ligada à televisão.

Conceito imagina design da Nintendo Switch Pro

Embora mantenha a sua resolução de ecrã de 720p, a fonte afirmou que o novo modelo daria o salto para um painel OLED de 7” polegadas. E agora surgiu um conceito que imagina como pode ser o design da consola.

Conceito da Nintendo Switch Pro (em baixo). Crédito: Resetera

A imagem publicada no Resetera pelo utilizador Lamalande mostra-nos um conceito que vai ao encontro do que foi divulgado pela Bloomberg. Isto porque foi referido que a consola manteria as linhas e tamanho.

A grande diferença visível no conceito é o tamanho ocupado pelo ecrã. Com a passagem das 6.2” polegadas do atual modelo para as 7” polegadas, vemos um ecrã com margens reduzidas e a aproveitar melhor o corpo da consola.

De qualquer das formas, deves ter em conta que este é um conceito imaginado por um fã, baseado nas informações avançadas pela Bloomberg. Caso tivéssemos algo assim nessa versão Pro, poder utilizar os mesmos Joy-Con em ambas as consolas seria uma realidade muito bem-vinda.

Recorde-se que a Nintendo Switch original foi lançada globalmente em março de 2017. Volvidos quatro anos após esse lançamento, a consola da Nintendo continua a vender bem e até a superar em vendas as PS5 e as Xbox Series X e S em muitos países.

Editores 4gnews recomendam:

  • PlayStation Now está com uma promoção boa e barata em Portugal
  • GTA Online: jogador descobre como reduzir tempos de loading até 70%
  • Razer Anzu: os novos óculos inteligentes para música e conforto ocular
Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.