Nintendo "apanhada" a espiar hackers

Abílio Rodrigues
Comentar

A Nintendo sempre fez questão de marcar uma posição dura em relação aos que fazem uso indevido do seu hardware, sendo rápida também a atuar contra projetos de fãs que se inspirem nas suas conhecidas franquias.

O que desconhecíamos até agora eram os seus procedimentos internos em relação aos hackers, que envolvem um grau de espionagem digno de um filme. Segundo documentos de 2013, parece que a companhia nipónica não olha a meios na hora de apanhar os que violam as suas propriedades intelectuais.

Nintendo não perdoa na perseguição aos hackers!

NEW LEAKED STUFF #2✨Document files ARE related to security of the Nintendo DS/3DS/Switch, including a legal complaint from when Neimod cracked the 3DS back in 2012✨Nintendo compensates 💰 a group of hackers who helps in giving them prototype hardware for recreation purposes pic.twitter.com/fci0SxiHH9

— Eclipse ⚔️ 𝙁𝘼𝙇𝙄𝙉𝙆𝙎 𝘼𝙎𝙎𝙀𝙈𝘽𝙇𝙀! (@eclipse_tt) 22 de dezembro de 2020

O leaker Eclipse teve acesso a dados de uma investigação da Nintendo a um conhecido hacker da 3DS, onde se pode testemunhar a forma detalhada como a empresa vigiou a atividade e vida pessoal de Neimod.

O documento em questão inclui pormenores sobre como se desenrola a típica semana do hacker Neimod, incluindo os amigos com quem está, a que horas está, quem o costuma visitar em casa e quais as atividades da sua preferência.

Constam ainda dados sobre a sua formação como programador e arquiteto de hardware, declarando-o um "alvo prioritário" da Nintendo.

As intenções da Nintendo não eram as piores

NEW LEAKED STUFF #3✨ Proof that Nintendo is fucking FBI when it comes to hackers.More: @eclipse_tt pic.twitter.com/DJQxVoFE0m

— Eclipse ⚔️ 𝙁𝘼𝙇𝙄𝙉𝙆𝙎 𝘼𝙎𝙎𝙀𝙈𝘽𝙇𝙀! (@eclipse_tt) 22 de dezembro de 2020

A recolha de informação foi feita com o objetivo propor um trabalho em conjunto, estando mesmo traçado um plano para abordar a pessoa em questão com recurso a uma equipa não-agressiva para dialogar sobre a situação.

Apesar da forma como todo o processo se desenrola e de todas as violações de privacidade, a Nintendo tinha com objetivo fundamental tirar benefício mútuo desta situação usando Neimod para identificar vulnerabilidades na sua consola.

Desta forma seria evitado um processo judicial que seria mais prejudicial para ambas as partes, para além de colocar a marca um passo à frente de qualquer outra tentativa de exploração do seu hardware.

No entanto, não deixa de ser reprovável o grau de detalhe das atividades de espionagem da Nintendo, não sendo claro o que seria feito com a informação pessoal caso o hacker optasse por não colaborar com a empresa japonesa.

Editores 4gnews recomendam:

Abílio Rodrigues
Abílio Rodrigues
Apaixonado por tecnologia desde que montou o seu primeiro computador, continua em fase lua-de-mel com tudo o que envolva um processador e permita umas sessões videolúdicas.