Mi 11 sem carregador? Sim, mas a Xiaomi sabe o que faz!

Rui Bacelar
1 comentário

A Apple removeu o carregador / adaptador de parede incluído com os seus iPhone 12, medida amplamente criticada, ainda que se fundamente em preocupações ambientais. Agora, a Xiaomi fez o mesmo com o novo smartphone Mi 11, com algumas nuances.

Serve este artigo para clarificar a presença, ou ausência, de carregador na caixa do Xiaomi Mi 11, bem com a possibilidade de o comprar futuramente. Perante o constante papaguear em torno do assunto, cumpre à 4gnews elucidar o leitor em bom português.

A nova caixa e carregador do Xiaomi Mi 11

Xiaomi Mi 11 carregador
A apresentação do Mi 11 e do novo carregador 55 W GaN

1. A Xiaomi colocará no mercado o Mi 11 sem carregador por predefinição(apenas o telemóvel, documentação e cabo USB-C) com a nova embalagem compacta. Isto dará aos consumidores que já tenham vários carregadores por casa a opção de comprar apenas o smartphone Xiaomi, ou para quem procura estritamente o novo modelo da empresa liderada por Lei Jun.

2. Ao mesmo tempo, e pelo mesmo preço, os consumidores que precisem de um carregador terão direito ao mesmo, sem qualquer custo acrescido. Esta decisão foi confirmada e avançada por Lei Jun, o responsável máximo pela Xiaomi em duas instâncias.

3. Num terceiro momento, quem tiver comprado primeiramente o Mi 11 sem carregador e, posteriormente, sentir necessidade de o adquirir, independentemente da razão para tal, poderá fazê-lo por 99 yuans, ou pouco mais de 12 euros.

O consumidor decide se precisa ou não do carregador

Xiaomi Mi 11 Lei Jun
Publicação de Lei Jun no seu perfil oficial da Weibo.

A imagem acima foi publicada pelo CEO da Xiaomi no seu perfil oficial da rede social chinesa, Weibo. Referindo-se ao novo Xiaomi Mi 11, indica que o consumidor poderá abdicar do carregador, ou ter acesso ao mesmo com o smartphone, sem alteração de preço.

Esta imagem esclarecedora fez-se acompanhar da seguinte mensagem:

"Se já tiver um carregador extra rápida, é aconselhável a opção pela versão padrão (sem carregador) para acatar as preocupações ambientais com o desperdício de componentes. Mas para que todos os consumidores estejam abrangidos, a versão padrão e a versão com o carregador têm o mesmo preço, e o direito de escolha é dado aos utilizadores."

O novo carregador rápido a 55 W GaN

Xiaomi Mi 11 carregador

A Xiaomi revelou também o novo carregador a 55 W GaN que utiliza semicondutores com nitreto de gálio. Este composto químico tem como vantagens a melhor condutividade térmica, maior resistência a altas temperaturas, aumento na durabilidade do produto, além de possibilitar a redução do tamanho e formato do carregador em si.

Este acessório pode ser adquirido separadamente e carrega o Xiaomi Mi 11 a 55 W, por cabo. Note-se que também carregará rapidamente outros smartphones Xiaomi atendendo à potência de carregamento suportada.

Assim, este carregador entregará 30 W ao Xiaomi Mi 10, 33 W ao Redmi K30 Pro e 30 W ao Redmi K30 5G, resspetivamente.

Especificações técnicas do Xiaomi Mi 11

Xiaomi Mi 11 cores

  • Ecrã AMOLED com resolução 2K e 6,81" polegadas
  • Taxa de atualização de 120Hz e taxa de resposta ao toque de 480 Hz
  • Brilho de até 1500 nits e suporte para conteúdo HDR10+
  • Processador Snapdragon 888 da Qualcomm a 5 nm
  • Até 12 GB de memória RAM
  • Até 256 GB de armazenamento interno
  • Tripla câmara traseira: 108MP + 13 (ultrawide) + 5MP (macro)
  • Câmara frontal de 20 megapíxeis
  • Bateria de 4,600mAh com suporte para carregamento rápido de 55 W (com fios), 50 W (sem fios e 10 W (inverso)
  • Altifalantes estéreo desenvolvidos em parceria com a Harman Kardon
  • Sistema operativo Android 11, Interface MIUI 12.5

Os preços do Xiaomi Mi 11 na China

Xiaomi Mi 11 preços

A versão base do Xiaomi Mi 11 foi apresentado na China pelo equivalente a 501 euros. Já a versão mais apetrechada chega ao seu país natal pelo equivalente 589 euros à atual taxa de conversão de Yuan para Euros.

  • 8 GB/128 GB — 501 €
  • 8 GB/256 GB — 539 €
  • 12 GB/256 GB — 589 €

Por fim, relembramos que tudo o que aqui foi dito se refere à China. De momento não temos nenhuma informação sobre a versão global do Mi 11. Portanto, não temos formas de assegurar que as mesmas práticas serão aplicadas na Europa.

A Xiaomi deverá esclarecer as especificidades (caso existam) da versão global durante as primeiras semanas de 2021. Fica assim clarificada a temática previamente avançada pela 4gnews.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.