MEO, NOS e Vodafone com 5G: quanto custa e para quem é gratuito

Bruno Coelho
Comentar

Nas últimas semanas, o tão falado 5G começou finalmente a chegar às principais operadoras de telecomunicações em Portugal. Quem tem um smartphone com suporte para estas redes móveis já pode usufruir do serviço se estiver numa zona com cobertura. Algo que, por enquanto, se cinge apenas a todas as capitais de distrito de Portugal Continental e Ilhas, para todas as operadoras.

A primeira operadora a lançar o 5G em Portugal foi a NOS, seguindo-se a Vodafone alguns dias depois. No início de janeiro foi a MEO a disponibilizar o 5G para os seus clientes.

Agora que as três principais operadoras já têm o serviço disponível, há dúvidas que podem surgir aos clientes. O 5G será gratuito para todos? Quanto terão de pagar os clientes para ter acesso ao 5G após o "período experimental"? Neste artigo respondemos a essas perguntas, socorrendo-nos dos comunicados das três principais operadoras sobre a matéria.

NOS

A NOS venceu o leilão do 5G em Portugal, conseguindo ser a primeira a disponibilizar a tecnologia móvel aos seus clientes. Mas como temos noticiado, este não será gratuito para todos.

O programa de experimentação gratuita da NOS do 5G será até 31 de janeiro. Isto significa que, até esta data, todos os cliente terão acesso gratuito ao 5G. A partir daí, só os clientes abaixo terão acesso às velocidades 5G, sem custos adicionais e para sempre.

  • Clientes voz móvel com tarifários Sem Limites
  • Clientes voz móvel com tarifários com plafond base 10 GB ou superior
  • Clientes de Internet móvel pós paga com todo o tráfego incluído

Para os clientes NOS com outros tarifários, a partir de 31 de janeiro "aqueles que desejarem manter o serviço 5G podem ativar o Upgrade 5G, pelo valor mensal de 5 euros".

Vodafone

A estratégia da Vodafone é semelhante à da NOS. Até 31 de janeiro de 2022, todos os clientes com equipamentos compatíveis têm acesso gratuito ao 5G da Vodafone nas zonas com cobertura.

A partir de 1 de fevereiro, quem tiver os tarifários pós-pagos Red 10 GB, Red Infinity e os pré-pagos Vodafone You 10 GB e Yorn X 10 GB terá direito a 5G integrado por defeito. Aos demais tarifários será, a partir dessa altura, aplicado o valor mensal de 5 euros, caso o cliente faça o pedido.

MEO

A MEO foi a operadora a chegar mais tarde à "festa" do 5G. Mas os seus clientes também poderão usufruir desta tecnologia móvel gratuitamente até 31 de janeiro.

A partir de 1 de fevereiro de 2022, a MEO terá um sistema semelhante ao dos concorrentes. Os tarifários pós-pagos com plafond base de 10 GB ou mais vão usufruir desta máxima velocidade (5G) de forma gratuita. Os restantes tarifários podem aderir ao 5G por 5 € ao mês.

Verificamos que todas as operadoras seguem os mesmos moldes. Para quem não tem tarifário abrangido pelo 5G gratuito, será difícil justificar o pagamento de mais 5 € por mês para uma velocidade que, à data, ainda se verifica marginal e com cobertura apenas nas capitais de distrito.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.