Home Destaque

Os melhores processadores para PC para diferentes utilizadores em 2018

O processador é o “cérebro” do teu computador, por isso deve ser rápido, eficiente e combinar perfeitamente com os restantes componentes. Para ajudar na escolha do teu próximo PC desktop ou num eventual upgrade à máquina que já tens, aqui está uma lista com os melhores processadores para PC.

É sabido que cada utilizador tem as suas necessidades principais no uso do computador, por isso a seleção do processador (ou de uma máquina que o integre) tem de ser criteriosa, para impedir que haja lugar a gastos desnecessários ou que a compra não satisfação os requisitos mínimos.

Quem utiliza o computador para navegar na Internet e trabalhar num editor de texto pode ficar satisfeito com um processador de entrada de gama, mais barato.

Mas os utilizadores mais exigentes, como os jogadores ou os profissionais de edição de vídeo em 4K, por exemplo, vão precisar das CPUs mais rápidas e eficientes, para evitar lentidão, bloqueios e incompatibilidades com os jogos e programas que usam todos os dias.

As poderosas Intel e AMD são hoje as únicas fabricantes de processadores para PC (a Apple produz as CPUs para os seus computadores Mac), pelo que abaixo estão várias sugestões dentro da oferta de cada uma destas marcas.

Estas são recomendações selecionadas em função da relação observada entre as especificações e os preços atuais, que estão sempre a variar, como sabes.

Utilizador ligeiro (cerca de 100 euros)

Intel Core i3-8100

melhores processadores para PC

  • Socket: LGA 1151
  • Velocidade (frequência): 3.60 GHz
  • Cache: 6 MB
  • Núcleos: 4
  • Threads: 4
  • GPU integrada: Intel UHD Graphics 630
  • Arquitetura: 14 nm
  • Preço: desde 124 euros

Existem processadores mais baratos, é verdade, mas pelo preço será difícil encontrar uma opção mais adequada. Pertence à 8ª geração de processadores da Intel e promete ganhos de desempenho de até 32% face às opções anteriores da Intel neste mesmo segmento. Com GPU integrada.

AMD Ryzen 3 2200G

melhores processadores para PC

  • Socket: AM4
  • Velocidade (frequência): 3.50 GHz
  • Cache: 6 MB
  • Núcleos: 4
  • Threads: 4
  • GPU integrada: Radeon Vega 8
  • Arquitetura: 14 nm
  • Preço: desde 99 euros

Também com chip gráfico Radeon Vega integrado, esta solução mais low cost entre os Ryzen está abaixo dos 100 euros e destina-se a computadores “habituados” a cumprir apenas tarefas mais simples, apesar de a AMD garantir que também pode já correr alguns jogos. Tudo dependa da configuração em redor. Com quatro núcleos.

Utilizador intermédio (100 a 250 euros)

Intel Core i5-8400

melhores processadores para PC

  • Socket: LGA 1151
  • Velocidade (frequência): 2.80 GHz
  • Cache: 9 MB
  • Núcleos: 6
  • Threads: 6
  • GPU integrada: Intel UHD Graphics 630
  • Arquitetura: 14 nm
  • Preço: desde 248 euros

Diz a Intel que este processador é overclockable até aos 4.0 GHz e que a GPU integrada consegue lidar com jogos, aplicações de realidade virtual e vídeo em 4K. Para a socket LGA 1151 da Intel, tal como acontece com a sugestão da mesma marca mais acima.

AMD Ryzen 5 2400G

melhores processadores para PC

  • Socket: AM4
  • Velocidade (frequência): 3.60 GHz
  • Cache: 6 MB
  • Núcleos: 4
  • Threads: 8
  • GPU integrada: Radeon Vega 11
  • Arquitetura: 14 nm
  • Preço: desde 174 euros

Tanto ao nível de capacidade gráfica da GPU integrada como de velocidade em eventual overclocking, este Ryzer 5 tem uma vantagem face a várias opções Intel no mesmo segmento: o preço bem abaixo de 200 euros. Para a socket AM4 da AMD e com quatro núcleos.

Utilizador avançado (300 a 400 euros)

Intel Core i7-8700K

melhores processadores para PC

  • Socket: LGA 1151
  • Velocidade (frequência): 3.70 GHz
  • Cache: 12 MB
  • Núcleos: 6
  • Threads: 12
  • GPU integrada: Intel UHD Graphics 630
  • Arquitetura: 14 nm
  • Preço: desde 399 euros

Aqui já entramos em valores ligeiramente elevados no que toca ao processador, o que faz com que os utilizadores-tipo destas opções tenham já de lidar diariamente com edição de vídeo em 4K e jogos, eventualmente. A frequência “normal” é 3.70 GHz, mas “acelerado” este i7-8700K pode ir até aos 4.70 GHz.

AMD Ryzen 7 2700X

melhores processadores para PC

  • Socket: AM4
  • Velocidade (frequência): 3.70 GHz
  • Cache: 20 MB
  • Núcleos: 8
  • Threads: 16
  • Arquitetura: 12 nm
  • Preço: desde 329 euros

A partir desta série 7, os Ryzer da AMD incluem já um sistema de inteligência artificial neural capaz de analisar as necessidades de desempenho do PC a cada momento e ajustar dois parâmetros em função disso: a velocidade de processamento e o consumo de energia (segundo indica a marca). Tendo em conta os preços, esta opção de oito núcleos merece atenções.

Utilizador exigente (até 500 euros)

Intel Core i7-7820X

  • Socket: LGA 2066
  • Velocidade (frequência): 3.60 GHz
  • Cache: 11 MB
  • Núcleos: 8
  • Threads: 16
  • Arquitetura: 14 nm
  • Preço: desde 514 euros

Com o X na designação, estes Intel vêm de origem desbloqueados no que diz respeito a eventuais necessidades de overclocking, e ainda para mais sendo possível fazê-lo em cada um dos oito núcleos individualmente. A marca garante que são opções acima da média para lidar com aplicações profissionais 3D e de edição de vídeo em 4K.

AMD Ryzen Threadripper 1920X

  • Socket: AMD TR4
  • Velocidade (frequência): 3.50 GHz
  • Cache: 6 MB (nível 2) e 32 MB (nível 3)
  • Núcleos: 12
  • Threads: 24
  • Arquitetura: 14 nm
  • Preço: desde 471 euros

Atenção para o facto de os processadores Threadripper não incluirem cooler de origem, tendo este de ser adquirido em separado, tal como acontece com o modelo da Intel acima. Nesta gama, acaba por ser normal. Com 12 núcleos físicos que passam a 24 virtuais com a tecnologia Simultaneous Multithreading (SMT) da AMD e com função de OC automático, também conhecida como Extended Frequency Range (XFR), que permite aumentar a frequência em função das necessidades.

Utilizador muito exigente (até 1000 euros)

Intel Core i9-7900X

melhores processadores para PC

  • Socket: LGA 2066
  • Velocidade (frequência): 3.30 GHz
  • Cache: 13,75 MB
  • Núcleos: 10
  • Threads: 20
  • Arquitetura: 14 nm
  • Preço: desde 939 euros

Estes são processadores muito caros e destinados apenas a quem decide investir numa configuração dispendiosa e muito poderosa, seja para trabalhar com requisitos elevados, seja para jogar com desempenhos máximos, garante a marca. Todas as mais recentes tecnologias da Intel marcam presença nestes processadores, também desbloqueados tendo em vista o overclocking e com dez núcleos físicos.

AMD Ryzen Threadripper 2950X

melhores processadores para PC

  • Socket: TR4
  • Velocidade (frequência): 3.50 GHz
  • Cache: 8 MB (nível 2) e 32 MB (nível 3)
  • Núcleos: 16
  • Threads: 32
  • Arquitetura: 12 nm
  • Preço: desde 999 euros

Desempenho e eficiência energética é o que a AMD mais promete com este processador topo de gama e dirigido a profissionais que precisam de performances muito elevadas. Todas as tecnologias das CPUs da marca acabam por culminar nestes processadores inteligentes, com destaque para a função AMD SenseMI, capaz de aprender e adaptar-se para personalizar o desempenho em função do que o PC está a desempenhar. Diz a AMD que este foi o primeiro processador para desktop com 16 núcleos do mundo.

Nota: fizemos uma divisão por quatro patamares de preço, com uma sugestão de cada uma das fabricantes em cada um desses intervalos. Mas é certo que existem muitos outros processadores entre estas sugestões que podem satisfazer as tuas necessidades.

Dicas e conselhos para escolher processadores para PC

  • Optar por uma unidade Intel ou AMD é quase uma questão de gosto pessoal e experiência anterior. Mas vão existindo diferenças em alguns processadores que ambas as fabricantes lançam em cada patamar da gama, pelo que é sempre bom consultar artigos que comprarem modelos concorrentes com o mesmo preço.
  • Escolher um processador mais eficiente do ponto de vista do consumo energético pode trazer poupanças na conta da luz, caso a utilização do PC seja intensa. Não deixes de fora este critério no processo de escolha.
  • Não procures um processador mais poderoso do que precisas realmente, pois vais acabar por gastar mais do que pretendes. Contudo, optar por modelos descontinuados ou mais antigos impede que o computador se mantenha atualizado durante algum tempo.
  • Não esqueças que os restantes componentes do computador devem acompanhar o nível de desempenho do processador. De que vale ter uma CPU muito rápida e recente se a memória RAM e a placa gráfica, por exemplo, estiverem abaixo da média?
  • Se estás à procura de um processador para substituir o que tens de momento no teu PC desktop, dá especial atenção à compatibilidade com a tua motherboard. Compra um processador compatível com a mesma socket que está na motherboard. Este é um conselho igualmente útil para quem está a montar um PC “peça a peça”.
  • Se és tu que vais instalar o processador na motherboard, lembra-te de dois pontos em especial: o encaixe do processador na socket acontece numa posição apenas e de forma “natural”, não forces nunca o encaixe; e vais precisar de massa térmica para colocar entre o processador e a base do cooler. Pede ajuda a um técnico qualificado ou a alguém com experiência, caso não te sintas confortável com o processo.
  • Para otimizar o arrefecimento do processador, recomenda-se a aquisição de um cooler mais eficaz do que bem de origem com a CPU. Também aqui a socket deve ser a mesma.
Especialista em gadgets desportivos, a criar conteúdos desde 2003 e a tentar "absorver" cada vez mais conhecimento todos os dias! Nos tempos livres, o sol e a família têm de ser sempre companhias presentes, de preferência junto à água. E o lema é estar sempre em movimento, não fosse esta também uma forte tendência da indústria dos smartphones, dos gadgets e do mundo tecnológico em geral.