Meizu patenteia tecnologia para sensor de impressões digitais no ecrã

Carlos Oliveira
14 Março, 2018
Meizu 15 smartphone Android
A marca chinesa prepara-se para apresentar um total de 3 novos smartphones

Incorporar um leitor de impressões digitais por debaixo do ecrã de um smartphone tem sido um dos principais desafios do mercado. Muitas fabricantes têm tentado alcançar tal proeza, mas poucas são as que têm chegado ao resultado pretendido. A chinesa Meizu também quer entrar nesta corrida ainda no decorrer deste ano.

Com a constante redução das margens dos ecrãs dos smartphones, os leitores biométricos têm perdido lugar. Deixou de haver espaço físico para os albergar na parte frontal. Muitos têm optado por mudá-lo para a traseira do equipamento, mas o mercado espera ansiosamente por uma alocação no próprio ecrã.

Vê ainda: Huawei P20 promete ser capaz de superar uma câmara DSLR

O primeiro smartphone a chegar com esta tecnologia foi o Vivo X20 Plus UD. Este faz uso de uma tecnologia desenvolvida pela empresa Synaptics, em que o sensor se encontra entre o painel de vidro e o display OLED. É o próprio ecrã do smartphone a iluminar o dedo do utilizador, permitindo assim ao sensor CMOS identificar o indivíduo.

Contudo, esta tecnologia ainda não foi testada em grande escala no mercado, pelo que ainda suscita algumas dúvidas. As primeiras impressões que puderam ser retiradas demonstram um desempenho aceitável, porém longo dos tempos dos atuais sensores capacitivos.

Meizu está a desenvolver o seu próprio leitor biométrico embutido no ecrã

Agora, temos a Meizu a patentear a sua própria abordagem a esta tecnologia. A patente aqui em causa foi submetida a 1 de abril de 2017, tendo sido tornada pública apenas no dia de ontem.

A mesma combina um ecrã que cobre quase a totalidade da estrutura do smartphone e um sensor biométrico por debaixo do mesmo. Esta tecnologia não se limitará a autenticar o utilizador. A mesma poderá ainda ser utilizada para a realização de pagamentos.

Quando estiveres numa aplicação para pagamentos automáticos, será mostrado um ícone na forma de impressão digital na área reservada para o efeito. Assim, apenas terás de colocar lá o teu dedo para autorizar a transferência requisitada.

Nada mais foi revelado nesta patente além dos dados acima referidos. Não temos qualquer indicador da tecnologia utilizada pela Meizu para o desenvolvimento desta sua abordagem.

Por fim, é apenas referido que a mesma deverá chegar ao mercado no terceiro trimestre deste ano. Caso tal aconteça, deverá chegar ainda a tempo dos próximo topos de gama Meizu 15 e 15 Plus.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Motorola Moto G6 e Moto E5 certificados na Ásia. Lançamento eminente?

Xiaomi Mi 6X (Mi A2): Capas mostram o que esperar do próximo Android

OnePlus 6 chegará com conectividade relâmpago, o LTE Gigabit

Fonte

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.

Mais na 4gnews

Google apresenta Stadia: Não é uma consola, é algo bem maior!
Reparar o ecrã do Galaxy S10 custa quase tanto como comprar um novo
Free Fire: 6 curiosidades do jogo mais popular da Google Play Store
Vídeo de hands on do Galaxy Fold mostra vinco no ecrã
Vivo X27 e X27 Pro foram lançados e têm ecrãs fantásticos
Google Fotos recebe nova atualização que melhora o 'Dark Mode' no Android Q

Artigos que não podes perder

Os 10 melhores telemóveis chineses a ter em atenção em 2018
Os smartphones com os melhores processadores - Outubro 2018
Os 15 melhores telemóveis baratos que valem (realmente) a pena em 2018
Como encontrar o telemóvel Android com a ajuda do Google
10 Dicas da Huawei para tirar melhores fotos com o Smartphone
Descobre 10 produtos Xiaomi que valem a pena comprar