Meizu MX4 Pro Primeiras fotos reais do dispositivo

Carlos Torres

meizu-mx4-pro-leaked1 Faltando apenas 5 dias para apresentação da Meizu MX4 Pro os rumores sobre suas especificações são cada vez mais numerosos. Confirmados estão o ecrã QHD e o botão físico rectangular no centro do dispositivo.

Como pode ver na capa, surgiram as primeiras fotos reais de MX4 Pro em que o botão central será usado como leitor de impressões digitais. Além disso, a aparência permanece idêntica à do MX4, a diferença mais notável será a tampa traseira que parece ser revestido com um material semelhante a veludo. Sobre o processador é dito que será o Exynos 5433 mas, o CEO da Meizu, Jack Wong, tem vindo negar os rumores sobre qual o chip que virá no MX4 Pro. Na verdade, afirmou, através da sua página oficial na rede social Weibo, que nem o Exynos nem o Mediatek 6795 serão usados no novo dispositivo da empresa chinesa. Fontes relatam que tudo se trata de uma manobra do CEO para manter a expectativa elevada no Meizu MX4 Pro, e que a escolha mais provável será mesmo o octa-core produzido pela Samsung o Exynos, que virá acompanhar os 3GB de Ram, mas até ao dia da revelação nunca se sabe se a empresa chinesa decidiu por uma mudança, e nos surpreende agradavelmente com um Snapdragon 805, o que representaria uma mudança de rumo muito importante para Meizu.

meizu-mx4-pro-leaked1.jpgmeizu-mx4-pro-leaked-2.jpg

Finalmente, o site chinês Jingdong revelou algumas informações sobre o preço e disponibilidade. De acordo com estes dados MX4 Pro estará disponível no início de Dezembro, após um período de pré-encomendas, e terá preço de 3199 Yuan, o equivalente a 420 euros, obviamente não estando incluindo custos e taxas alfandegarias, o que equivalerá a um preço ainda maior no nosso país caso queira adquirir via importação.

Talvez queiras ler:

Queres ser o MAIOR? Então informa-te em como o ser aqui!

Deixa a tua opinião nos comentários, um Like na página do Facebook e Subscreve o canal no Youtube

Aplicação para Android 4Gnews.pt Windows Phone 4Gnews.pt 8 e 8.1

|fonte |via