iPhone com porta USB-C? Apple diz que afetaria inovação

Bruno Coelho
Comentar

A possível migração da entrada de carregamento dos iPhones para USB-C é uma história com barbas. A empresa da maçã já fez a transição nos iPad Pro e nos MacBook, mas resiste a fazê-lo nos seus smartphones.

A União Europeia, em sentido contrário, trava uma luta que já leva uma década para que todas as marcas adotem a mesma a entrada de carregamento nos seus smartphones.

Apple não concorda com possível regulação da União Europeia

Numa altura em que o organismo europeu voltou a colocar o assunto em cima da mesa, a Apple já veio a público dizer que uma regulação deste género pode abrandar a inovação. Além disso, alega que pode ser um verdadeiro problema para os consumidores.

Como forma de provar os seus argumentos, a Apple encomendou um estudo. Neste chegou à conclusão que a mudança para um carregador padrão teria custos de 1,5 mil milhões de euros, bem além dos 13 milhões previstos em benefícios ambientais.

A União Europeia promete publicar o seu próprio estudo do impacto de um carregador padrão até ao início de fevereiro. O organismo continua a estudar a melhor forma de criar uma legislação para resolver esta situação.

Os iPad Pro e os MacBook já usam USB-C, pelo que a Apple já fez a transição nestes dispositivos. O iPhone 11 Pro conta com com carregador USB-C, mas tem entrada lightning no próprio dispositivo. E por estas declarações parece que assim vai continuar nos próximos tempos.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Bruno Coelho
Bruno Coelho
O Nokia 3650 foi o primeiro grande mergulho no mundo tecnológico. Se o Football Manager e o cinema são dois dos seus escapes, o Macbook Pro é o melhor amigo. Escrever sobre tecnologia é o processo natural na vida de alguém que come especificações ao pequeno-almoço.