iPhone 8: localização do sensor biométrico ainda não está decidida

Carlos Oliveira
Apple iPhone 8 - crédito: iDropnews

O futuro iPhone 8 tem gerado bastante dúvida na comunidade tecnológica devido ao seu novo sensor de impressões digitais. Com o desaparecimento do habitual botão home físico, a Apple vê-se obrigada a eleger uma nova localização para albergar o seu leitor biométrico.

As primeiras apostas recaiam sobre uma inclusão do mesmo por debaixo do ecrã do iPhone 8. É seguro dizer que esta é a opção que mais agrada a todos os potenciais compradores deste smartphone. Porém, problemas nas leituras do mesmo poderão obrigar a Apple a mudar a sua localização, eventualmente para a traseira do equipamento.

Vê também: Samsung Galaxy Note 8 poderá ser chegar mais cedo do que esperado

Contudo, esta decisão parece não ter sido ainda tomada. Segundo um relatório da empresa Cowen and Company´s Timothy Arcuri, a Apple ainda não decidiu a localização do sensor de impressões digitais para o iPhone 8.

As Xiaomi Mi6. Por fim, existe ainda a possibilidade da adoção de um sensor "film" incluso no próprio ecrã do smartphone, permitindo assim a utilização de tecnologia capacitiva ou de infravermelhos.

Conceito do iPhone 8

A serem verídicas as informações agora difundidas pela Cowen and Company´s Timothy Arcuri, coloca-se definitivamente de parte a possibilidade de o novo Touch ID passar para a traseira do iPhone 8. Desta forma, aqueles que não se identificam com os renders conhecidos do novo smartphone da Apple com o sensor biométrico em causa na parte traseira do mesmo, podem ficar mais descansados.

Mas nem tudo é um mar de rosas, caso tudo isto seja verídico. A confirmar-se esta indecisão da Apple, podemos estar perante um atraso de um a dois meses na disponibilização do iPhone 8.

Lançamento do novo iPhone 8 pode assim ser adiado entre um a dois meses

O mesmo pode até ser apresentado já em setembro, juntamente com os iPhone 7S e iPhone 7S Plus, mas só chegará às lojas em outubro ou novembro. A verdade é que nunca vimos a Apple a tomar uma decisão do género.

Quando a empresa de Cupertino apresenta um novo produto, o mesmo costuma demorar poucos dias a chegar às lojas. Em especial quando falamos de um iPhone. Em contrapartida, podemos tomar como exemplo o novo iMac Pro. Este foi apresentado no princípio deste mês, mas só estará disponível para compra em dezembro.

Convém reforçar que nenhuma destas informações diz respeito a informações oficiais. As mesmas até podem retratar a realidade da Apple neste momento, mas tal ainda não foi confirmado ou desmentido pela empresa. Assim sendo, deita uma boa dose de sal em tudo isto e espera por mais informações, e de outras fontes, relativas ao assunto em causa.

Outros assuntos relevantes:

OnePlus 5 é apanhando a mentir nas benchmarks

Cuidado: Mais aplicações apanhadas com Malware na PlayStore

Intel quer levar a Realidade Virtual aos Jogos Olímpicos

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.