iPhone 16 Pro poderá ser o primeiro a cumprir um dos desejos dos utilizadores Apple

Carlos Oliveira
Comentar

A câmara frontal embutida no ecrã do smartphone é um dos desejos mais comuns entre os utilizadores e fãs de tecnologia móvel. Por enquanto, esse traço não foi acolhido pela Apple, mas é algo que poderá mudar com o lançamento do iPhone 16 Pro.

Com a adoção desta tecnologia, a Apple poderá desfazer-se finalmente da notch e da Dynamic Island nos seus smartphones. O resultado será um painel sem interrupções, sem descurar as funcionalidades reconhecidas.

iPhone 16 Pro com câmara frontal e Face ID embutidos no ecrã

Esta teoria é colocada agora pela publicação coreana The Elec. Segundo as suas mais recentes previsões, será em 2024 que a Apple irá transitar para um iPhone com ecrã completo.

Apple iPhone

Isso significa que tanto a câmara frontal como os sensores do Face ID passarão a estar embutidos no ecrã do smartphone. Desse modo, deixará de haver razão para a existência de interrupções como a Dynamic Island no ecrã dos iPhone 16.

Esses componentes serão levemente visíveis apenas quando o ecrã do smartphone estiver desligado. Assim que o ligares, os sensores serão cobertos por um painel OLED de baixa resolução, tal como vemos no Samsung Galaxy Z Fold 4.

Embora a fonte mencione apenas o iPhone 16, acreditamos que esta tecnologia possa estrear-se nos iPhone 16 Pro e 16 Ultra. Afinal de contas, esta tem sido a estratégia da Apple, ou seja, estrear novas características nos seus modelos mais caros.

Isso significa que os iPhone 16 e iPhone 16 Plus deverão manter a Dynamic Island como os seus antecessores. Só em 2025 é que poderemos assistir à migração da câmara sob o ecrã nos modelos base da Apple.

Este é o rumor mais requente que recebemos anualmente na antecipação ao lançamento de uma nova geração do iPhone. É comum avançar-se que será desta que a câmara frontal e o Face ID migração para baixo do ecrã, porém, isso ainda não se concretizou.

A Apple já possui várias patentes a apontar esse caminho, contudo, ainda não optou por aplicá-las num dos seus smartphones. Será em 2024 que isso irá acontecer?

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.