iPhone 14 Pro pode ser o primeiro iPhone com algo muito desejado

Bruno Coelho
Comentar

À medida que nos aproximamos do outono, fica também mais perto o lançamento dos novos iPhone. Os futuros smartphones da Apple são esperados com algumas novidades há algum tempo pedidas pelos utilizadores.

iPhone 14 Pro pode finalmente chegar com modo de ecrã sempre ligado

Segundo Mark Gurman, jornalista da Bloomberg, uma dessas novidades estará no ecrã dos iPhone 14 Pro. Ao que este revela, o iPhone 14 Pro e iPhone 14 Pro Max serão os primeiros smartphones da Apple a ter o modo de ecrã sempre ligado.

Renderização não oficial do iPhone 14 Pro
Renderização não oficial do iPhone 14 Pro

Tal como acontece há vários anos em smartphones Android, o objetivo deste modo é oferecer informações constantes no ecrã sem a necessidade de haver interação com o mesmo. Estas podem ser as horas, a data ou notificações.

Obviamente um modo de ecrã sempre ligado levanta questões sobre o impacto negativo na autonomia do smartphone. Tendo em conta que estes modelos têm um painel AMOLED, apenas os pixeis onde se encontra a referida informação estariam ligados. Pelo que o impacto na bateria poderá ser marginal.

Ao que Mark Gurman refere na sua newsletter “Power On”, esta poderá ser uma das mudanças a esperar no iOS 16. Resta saber se o modo de ecrã sempre ligado estará apenas disponível para os modelos mais recentes.

Recorde-se que o modo de ecrã sempre ligado estava nos planos da Apple para os iPhone 13 Pro. Tendo sido a funcionalidade adiada, a fonte refere que a Apple a continua a desenvolver para os iPhone 14 Pro.

Os iPhone 13 Pro e iPhone 13 Pro Max foram os primeiros smartphones da Apple a contar com tecnologia ProMotion de 120 Hz, com painéis LTPO. Estes podem variar entre taxas de atualização de 10 e 120 Hz.

Espera-se que os futuros modelos consigam descer a taxa de atualização atualização até 1 Hz. Desta forma tornaria ainda mais viável a aposta no modo de ecrã sempre ligado.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.