iPhone 14 Plus estará a sofrer do mesmo problema do iPhone 13 mini

Bruno Coelho
Comentar

O iPhone 14 Plus é uma das grandes novidades da mais recente linha de smartphones da Apple. Este faz cair a versão “mini” de 5,4 polegadas, e dá lugar um modelo base do iPhone 14 com 6,7 polegadas.

Mas segundo o analista Ming-Chi Kuo, o iPhone 14 Plus estará a sofrer do mesmo problema do iPhone 13 mini. Os resultados das pré-vendas para este modelo serão baixos, e essas vendas inferiores foram a razão do abandono da Apple do modelo “mini” para esta geração.

Pré-vendas do iPhone 14 Plus serão mais baixas que o esperado

Na página Medium, Ming-Chi Kuo afirma que os iPhone 14 Pro e iPhone 14 Pro Max serão os modelos mais desejados durante esta fase de pré-venda. Estarão a conseguir resultados “neutros” ou “melhores” face à anterior geração.

O facto de já se verificarem tempos de espera de até quatro semanas para estes modelos, mostra o sucesso que estarão a fazer junto dos consumidores. E tal poderá levar a Apple a aumentar os envios destes modelos.

A mesma fonte refere que o iPhone 14 e iPhone 14 Plus significam, à data, 45% dos envios de novos modelos. Sendo que as versão Pro já significam os restantes 55%, estes números ainda podem subir.

A pré-venda destes equipamentos base estará assim a ter resultados inferiores ao iPhone 13 mini e iPhone SE de terceira geração. O que mostra que os consumidores estão atentos à quase nula evolução de, por exemplo, o iPhone 13 para o iPhone 14.

Essas mudanças verificaram-se em maior escala nas versões Pro, e o sucesso estará à vista. A continuar assim, segundo esta fonte, a Apple pode cortar nas encomendas dos iPhone 14 e iPhone 14 Plus e centrar-se mais nas versões Pro.

iPhone 14 começa nos 1039 € em Portugal

Recorde-se que o iPhone 13 mini chegou a Portugal por 829 €, e o iPhone 13 custava 929 € à data de lançamento. Já o iPhone 14 chegou ao nosso país por 1039, e o iPhone 14 Plus custa 1189 €.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.