Intel logo 4gnews

A Intel é uma marca bastante conhecida pelos seus processadores mas pouco conhecida pelos seus dispositivos móveis, muito menos pelos seus wearables (tecnologia que podes vestir ou usar como acessório). Posto isto, a Intel está a ponderar sair de vez deste mercado onde nunca se conseguiu afirmar e que, aliás, tem encolhido de mês para mês, os relógios e pulseiras inteligentes vendem cada vez menos e não há sinais de recuperação.

De acordo com várias fontes próximas da Intel, a marca irá desfazer-se da grande maioria do seu departamento de wearables, gadgets tecnológicos como relógios inteligentes ou pulseiras inteligentes, um nicho de mercado que parece estar cada vez mais estagnado e que deixou de interessar à Intel.

   

Em boa verdade nem notamos a presença da Intel neste mercado, apesar da marca ter comprado a Basis (uma construtora de relógios para fitness) e a Recon (uma construtora de ecrãs e componentes adequados à prática desportiva). Estas aquisições foram efectuadas em 2014 e 2015, respectivamente, na esperança de que produzissem um produto capaz de se afirmar no mercado dos wearables, algo que nunca veio a acontecer.

Posto isto, a Intel está a preparar-se para despedir a maioria do seu departamento de Novos Dispositivos onde se encontra alojado o departamento de wearables, relógios inteligentes e produtos conexos. A marca já terá comunicado esta decisão aos seus funcionários e estes já se estão a preparar para buscar um novo rumo e um novo emprego nas próximas semanas.

Para terminar, de acordo com os dados da IDC, o mercado dos relógios inteligentes e wearables no geral, teve um decréscimo de 51,6% durante o terceiro período fiscal de 2016. Escusado será dizer que estes números demonstram perfeitamente a queda a pique deste nicho de mercado. Deixo-vos com as fotos das únicas tentativas da Intel em fazer chegar um produto funcional ao mercado dos wearables, a Basis Ruby.

Talvez queiras ver:

HTC 10 Evo poderá ser apresentado na próxima semana

Agora confirma-se! Nokia regressará ao mercado dos smartphones em 2017

CyanogenMod 14.1 já disponível para estes Smartphones

Viatechcrunch
FonteIDC
Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).