Intel considera pedir ajuda à Samsung e TSMC para fabricar processadores

Abílio Rodrigues
Comentar

A Intel está a considerar a terceirização da produção de alguns dos seus principais processadores às concorrentes TSMC e Samsung Electronics. Esta possibilidade resulta da pressão crescente dos principais investidores, que pretendem solução rápida aos problemas que a empresa atravessa neste momento.

Segundo avança o Bloomberg, a gigante californiana está em negociações com ambas as companhias rivais com vista à resolução dos seus próprios problemas de fabrico. A concretizar-se, a terceirização de produtos arranca já em 2023.

Intel não consegue avançar para os 7nm

Wafer de processadores

É também revelado que até ao momento ainda não foram tomadas decisões definitivas já que a Intel tem esperança em conseguir uma melhoria de última hora ao seu processo de fabrico em 7nm.

Relembramos que durante o ano passado a companhia deparou-se com graves problemas que motivaram um atraso de pelo menos seis meses nos produtos que recorrem a esta litografia.

Estes rumores surgem depois do CEO Rob Swan ter dito durante o ano passado que iria decidir em janeiro de 2021 se a sua companhia investiria numa melhoria significativa à sua capacidade de fabrico ou se optaria por encomendar processadores às rivais.

É esperada uma decisão para os próximos dias, que pode até passar por uma abordagem híbrida à situação.

TSMC é mais hipótese do que a Samsung

Segundo este meio as negociações com a TSMC estão mais avançadas e bem encaminhadas do que as conversas com a Samsung. A TSMC fabrica já alguns dos produtos da Intel, nomeadamente os chips resultantes da aquisição da Altera e dois processadores gráficos para computação e gaming de alto desempenho.

Caso a Intel decida mesmo avançar para um maior volume de encomendas à TSMC para produtos de alto desempenho, é possível que garanta acesso privilegiado à litografia de 4nm. Segundo rumores da indústria, a TSMC terá este processo de fabrico afinado até 2022.

A Intel está a atravessar uma fase extremamente delicada, com notícias da possível saída do seu CEO a ecoarem nos últimos meses.

A pressão dos investidores é também cada vez maior, com o grupo de investimento Third Point a exigir medidas concretas para combater o domínio da AMD e o crescimento da Apple neste setor.

Uma das medidas sugeridas por este investidor é precisamente uma estratégia de negócios alternativa que passa pela cedência do fabrico a outras companhias.

Editores 4gnews recomendam:

Abílio Rodrigues
Abílio Rodrigues
Apaixonado por tecnologia desde que montou o seu primeiro computador, continua em fase lua-de-mel com tudo o que envolva um processador e permita umas sessões videolúdicas.