Huawei vai seguir o terrível exemplo da Xiaomi e Realme!

Vitor Urbano
8 comentários

Novas informações, revelam que a fabricante está a desenvolver planos para tentar compensar a redução no número de vendas fora do mercado chinês. Ao que parece, a Huawei irá seguir o exemplo da Xiaomi e Realme, implementando publicidades na sua interface EMUI.

Depois de ter sido proibida de utilizar os serviços Google nos seus novos smartphones, a Huawei continua a apresentar grandes dificuldades para manter o nível de sucesso nos vários mercados internacionais. Apesar dos bons números alcançados em 2019, tudo indica que vai enfrentar um grande declínio em 2020.

Huawei publicidade

Para tentar "remediar" as ações tomadas pelo governo dos Estados Unidos, vão lançar o seu próprio sistema operativo (HarmonyOS) e também os seus próprios serviços (Huawei Mobile Services - HMS). No entanto, parece pouco provável que consigam conquistar os utilizadores nos vários mercados europeus.

Atualização 17/01: Fonte representante da Huawei entrou em contacto com a 4gnews, informando que o Huawei Ads é o equivalente ao Google's AdMob para a Huawei. Realçando que a marca não tem intenções de implementar anúncios dentro da inferface EMIUI.

Ainda assim, como realçou também o site MySmartPrice, a descrição desta nova plataforma deixa bem claro que foi criada para que anunciantes possam lançar publicidades nas aplicações da Huawei e também de terceiros.

Huawei Ads

Desta forma, ainda que a fabricante tenha afirmado que não irão implementar anúncios na EMUI, essa possibilidade fica claramente "em aberto". A nova plataforma e os respetivos termos e condições, deixam o terreno preparado para o dia em que a marca decidir avançar com possíveis publicidades na sua interface.

Huawei Mobile Services poderão arruinar a popularidade da marca na Europa

De acordo com informações reveladas pelo site MySmartPrice, uma nova atualização nos termos e condições dos HMS revelou a implementação do Huawei Ads. Uma vez que esta plataforma foi apenas referida nos T&C dos novos serviços da Huawei, é possível que apenas smartphone sem os serviços Google passem a apresentar estas publicidade.

Além da apresentação de publicidades na sua interface, a Huawei irá também colocar em prática métodos bastante agressivos no que respeita à recolha de informação privada e à forma como a irá armazenar. Por isso, antes de comprares um novo smartphone da Huawei, deves ter em consideração a forma como irão lidar com os teus dados pessoais:

  • Informações pessoais recolhidas serão armazenadas durante 12 meses.
  • Informações recolhidas são armazenadas em servidores em Hong Kong (China) e em Singapura.
  • Com a devida permissão, Huawei Ads vai recolher e processar informações sobre a localização do utilizador (via GPS).

Huawei Mobile Services

Ainda não foi confirmada a forma como serão introduzidos os anúncios na EMUI, mas qualquer que seja a estratégia é garantido que não vai agradar aos utilizadores.

Se já existia uma grande dúvida sobre um possível sucesso dos smartphones da Huawei sem serviços da Google, certamente que a adição de publicidades vai tornar esse sucesso ainda menos provável.

Aproveita ainda para ficar a conhecer os produtos Xiaomi que valem realmente a pena comprar. Aliás, vê também os melhores telemóveis chineses que vais querer ter!

Editores 4gnews recomendam:

Vitor Urbano
Vitor Urbano
Sempre de mão-dada esteve a tecnologia, o desporto e o mundo gaming. Por isso, se não estiver a escrever sobre o que de novo há no mundo da tecnologia, o mais provável é estar a jogar uma partida de Ultimate Team no FIFA 19.