Home Android

Huawei estará a construir um smartphone para Blockchain, Xiaomi responde

Xiaomi apostará nos Cryptorabbit's

Xiaomi OnePlus Huawei P20 Plus Android Oreo EMUI 8 Huawei Mate 10 Pro Apple Huawei Android Smartphone EMUI
O próximo topo de gama da marca estará bem equipado. Eis as novidades. ©reuters

A terceira maior fabricante mundial de smartphones e dispositivos móveis, a Huawei estará a considerar a construção de um smartphone. Até aqui nada de novo, não fosse este próximo smartphone preparado para a usar aplicações baseadas em Blockchain. Mas há mais, também a Xiaomi está de olhos postos neste “mundo”.

De acordo com duas fontes próximas da Huawei, a marca estará a considerar esta hipótese à medida que a plataforma Blockchain vai ganhando popularidade. Note-se que já em janeiro último uma construtora chinesa, a Sugar, lançaria o Sugar S11 Blockchain Creation Edition. Tal como o nome indica, seria um smartphone para mineração e armazenamento de criptomoedas, mais concretamente o Ethereum.

Vê ainda: OnePlus 6, o mais elegante dos smartphones com Android Oreo?

Agora, segundo a imprensa internacional a Huawei estará a produzir um novo smartphone para Blockchain em parceria com a Sirin Labs. Esta empresa conceberia um smartphone Android de 16 mil dólares, o Solarin.

Segundo as mesmas fontes, a Huawei estará em conversações com a Sirin para licenciamento do seu sistema operativo. Será uma alternativa ao sistema operativo Android da Google e baseia-se na tecnologia Blockchain. Na prática o mais provável será vermos aqui um smartphone com dois sistemas operativos em paralelo, o Android e o SIRIN OS.

Huawei em diálogo com a Sirin Labs para aplicação da tecnologia Blockchain

Ambas as partes ainda estarão a debater os quês e os porquês de uma possível parceria sem que nada esteja ainda firmado a tinta. Para já temos apenas a confirmação de que os representantes da Huawei se encontraram com os representantes da Sirin. Até agora sem que ninguém revelasse a temática ou assunto em cima da mesa. Note-se que estas reuniões decorrem já desde fevereiro. Todavia, a única informação avançada é a “possibilidade de trabalhar em conjunto para trazer a segurança do Blockchain para as massas”. Para já tudo permanece em aberto.

Aplicação da BlockChain em smartphone da Huawei em cima da mesa

Sirin Solarin Huawei Xiaomi BlockChain
A Huawei está a encetar conversações com a Sirin para possíveis aplicações da tecnologia Blockchain

Todavia, a Huawei não é a única fabricante chinesa cativada pelas criptomoedas. Também a Xiaomi estará interessada nesta tecnologia, apesar de a sua abordagem ser muito distinta. Mais concretamente, a Xiaomi está a olhar para os Cryptopets. Eu sei, soa a algo muito estranho.

Xiaomi apostará nos Cryptorabbit’s

Na prática os Cryptopets são um dos mais peculiares “spin-offs” da tecnologia / plataforma Blockchain. São animais de estimação virtuais, algo semelhante aos Tamagotchi mas utilizados na Blockchain. Estes animais de estimação que suscitaram o interesse da Xiaomi podem ser comprados, trocados e cuidados pelos seus respectivos donos.

Mais ainda, cada “animal de estimação virtual” é completamente único e as suas vendas são registadas na Blockchain. Todavia não são suportadas moedas digitais nestes negócios de compra, venda e troca de pets.

Ora, a Xiaomi estará a planear lançar um novo “jogo” com os seus Mi Bunnies, sendo aqui os Cryptorabbit. Esta que é a mascote da Xiaomi poderá ser assim uma das adições a esta tendência crescente nos mercados asiáticos. Esperemos para ver o que a marca nos reserva.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Xiaompode chegar oficialmente a Portugal – Rumor

OnePlus 6 continuará a ser um bom investimento, mesmo por 600€

Xiaomi disponibiliza a MIUI 9.5 para um total de 30 smartphones Android

Fonte |via

Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).