Huawei MateBook 16: o novo portátil com AMD Ryzen e preço aliciante!

Rui Bacelar
Comentar

A Huawei acaba de apresentar um novo modelo de computador portátil com coração AMD, o Huawei MateBook 16. Apresenta uma relação preço / qualidade extremamente cativante, além de linhas modernas, grande ecrã e uma construção metálica, mas leve.

O portátil tem ecrã de 16 polegadas com formato 3:2 e pesa menos de 2 kg. É a mais recente aposta da fabricante chinesa no mercado da computação e utiliza o processador mais recente da série H da AMD, mais concretamente o Ryzen 5800H APU.

O Huawei MateBook 16 é o novo portátil da fabricante com "coração" AMD

Huawei MateBook 16
Vista frontal e superior do mais recente modelo de portáteis Huawei.

O primeiro impacto é causado pelo seu design simples, sóbrio e moderno, bem como pela construção quase toda em metal. Mesmo assim, a Huawei conseguiu manter o seu peso um pouco abaixo dos 2 kg, ponto digno de nota para um portátil de 16 polegadas.

A nova máquina Huawei está disponível em duas configurações. A primeira usa o processador AMD Ryzen 5 5600H (6 cores/12 threads). A segunda usa o processador Ryzen 7 5800H (8 cores/16 threads), sendo naturalmente mais cara.

Em ambos os casos os modelos de processador AMD são baseados na arquitetura Zen 3 com litografia de 7 nm. Mais ainda, o valor de TDP é de 45 W, com ambos a terem um modo de alto desempenho que eleva esta fasquia para 54 W.

O novo portátil tem construção metálica e pesa menos de 2 kg

Huawei MateBook 16
Vista lateral (esquerda e direita) do novo portátil Huawei.

O utilizador pode ativar o modo de alto desempenho ao pressionar a combinação de teclas Fn + P. Este modo entregará o máximo poder de processamento, sendo indicado para cenários de jogo, processamento e edição gráfica, entre outras situações.

Para manter o portátil fresco e em condições de ótimo funcionamento o sistema de refrigeração emprega duas ventoinhas, além de dissipadores de cobre com folhas extra finas de 2 mm.

A fabricante apelida o novo design do sistema de "shark fin" com ventoinhas de 75 mm. Segundo a marca, este sistema é capaz de manter o sistema com a temperatura sob controlo, mesmo no modo de alto desempenho - TDP a 54 W.

O sistema de refrigeração usa duas ventoinhas de 75 mm

Importa frisar que o Huawei MateBook 16 não suporta uma GPU (gráfica) externa, caso queiram jogar intensamente neste novo portátil. Ainda assim, a gráfica VEGA é mais que suficiente para trabalho em edição de imagem e mesmo de vídeo.

Note-se ainda que independentemente do processador (APU) escolhido, o portátil vem equipado com 16 GB de memória RAM dual channel. O armazenamento está acatado pelas soluções NVMe SSD, com uma só baía para discos SSD.

Huawei MateBook 16
As principais caraterísticas e componentes do sistema de refrigeração.

Entre os destaques do computador, além do novo sistema e design para refrigeração, temos sobretudo um grande ecrã. É, com efeito, o seu painel de 16 polegadas que merece toda a nossa atenção, usando aqui o formato ou rácio 3:2.

Este aspeto (3:2) é ideal para trabalhar em documentos e com uma resolução de 2,520 x 1,680 pixeis, temos uma densidade de 189 ppp que nos dá uma imagem rica e com boa definição. O painel segue a tecnologia IPS com suporte para HDR a 8 bit + FRC.

Aponta-se ainda uma cobertura total (100%) do espaço de cores sRGB, com calibração de cor aprimorada - valor de deltaE abaixo de 1. Mais ainda, o valor de contraste apresenta um rácio de 1 500:1, mas o brilho máximo fica-se pelos 300 nits.

O ecrã tem 16 polegadas, boa calibração de cor e bom contraste

Huawei MateBook 16
As principais caraterísticas do ecrã presente no novo portátil Huawei.

Com efeito, ainda que o brilho máximo seja algo desapontante, pelo menos temos o tratamento anti-flicker para uma experiência de visualização mais cómoda e menos onerosa para os nossos olhos. É, assim, uma competente máquina de trabalho portátil.

Importa ainda frisar que o Huawei MateBook 16 tem altifalantes duplos a ladear o teclado retroiluminado, muito à semelhança dos MacBook Pro neste aspeto. Em si o teclado é compacto, sem a zona numérica, mas com espaçamento adequado.

Apontamos ainda a presença de um grande touchpad revestido por vidro e com espaço suficiente para usarmos vários comandos e gestos. Podemos encontrar um leitor de impressões digitais embutido no botão On / Off no canto superior direito do portátil.

Sem porta Ethernet ou leitor de cartões, mas com Wi-Fi 6

Huawei
As principais portas e conexões disponíveis no portátil Huawei.

Enquanto máquina de trabalho o Huawei MateBook 16 peca pela ausência de um leitor de cartões de memória. Tem, contudo, um leque considerável de portas e conexões como duas portas USB-A 3.2 Gen1, porta HDMI e o jack de 3,5 para áudio.

O carregamento é feito através de uma das duas portas USB do Tipo C presentes na lateral, com o computador a incluir um carregador / adaptador de 135 W para carga rápida.

Este adaptador suporta a tecnologia SuperCharge da Huawei e também pode ser usado para carregar os seus smartphones.

A autonomia da bateria de 84 WHr pode chegar às 12 horas e meia em reprodução de vídeo no padrão Full-HD+ (1080+). Temos também sensores de temperatura que se encarregarão de alertar o utilizador se o computador estiver demasiado quente.

Huawei MateBook 16
O computador traz um carregador de 125 W que também pode carregar smartphones.

O Huawei MateBook 16 vem com o sistema operativo Windows 10 pré-instalado, bem como um leque de funcionalidades da marca como a Huawei Share. É uma função útil, sobretudo para quem tem smartphones da fabricante e já a pudemos experimentar.

  • MateBook 16 - Ryzen 5600H - desde 800 €
  • MateBook 16 - Ryzen 5800H - desde 865 €

De momento o computador só está disponível na China, sem informações relativamente à sua distribuição noutros mercados e regiões.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.