Huawei Mate 30: Novo processador vai (garantidamente) surpreender

A Huawei vai continuar a apostar nos seus processadores proprietários cuja próxima versão, Kirin 985, será ainda mais poderosa trazendo tecnologias novas.

Chamada Litografia Ultravioleta Extrema, esta ferramenta de nanotecnologia utiliza luz para esquematizar transístores e outros componentes em silício.

kirin 980

O intuito é colocar milhares de milhões de transístores num único chip de forma a aumentar a sua performance. Com o EUV, a localização dos transístores é mais precisa. Isto resulta numa eficiência energética superior, tornando o chip do processador mais potente com menos consumo. O Kirin 985 irá trazer essa tecnologia nova.

Considerando o histórico dos processadores Kirin e o futuro Huawei Mate 30 Pro, este futuro smartphone deverá ser o primeiro a demonstrar a tecnologia EUV.

O foco da Huawei é elevar a tecnologia dos processadores em smartphones

É importante salientar que no Mate 20 Pro, a Huawei apresentou os primeiros chips de 7 nanómetros. Essa distribuição mais densa dos transístores resultou numa autonomia e performance maior do processador.

O Mate 20 Pro continua a ser um dos equipamentos com melhor performance do mercado. Além disso, a sua autonomia de bateria reuniu bastantes elogios pela comunidade e analistas de tecnologia.

O próximo passo é melhorar ainda mais a performance e autonomia do equipamento através dessa manipulação nanotecnológica. É verdade que isto são características que não vemos mas que as sentimos no uso diário.

A Huawei tem vindo a apostar seriamente na tecnologia de performance dos seus processadores. O foco na inteligência artificial foi bastante grande o ano passado durante o lançamento a linha P20 e também o Mate 20 Pro.

O Kirin 985 será provavelmente anunciado pelo verão. Contudo, é quase certo que a Huawei vai demonstrar o novvo chipset com o lançamento do seu smartphone da linha de produtividade, Mate 30 Pro.

Editores 4gnews recomendam:

Fonte