HTC pode ter os dias contados no mercado Android

Rui Bacelar
Android Oreo HTC U11 Europa
A fabricante sediada em Taiwan pode ter os dias contados no mercado Android.

Foram demasiados trimestres sucessivos a perder dinheiro. Hoje ficamos a saber que Chialin Chang, desde 2018 um dos maiores executivos da HTC decidiu abandonar esta fabricante Android. A decisão chega escassos dias após a marca ter divulgado o seu amargo relatório fiscal.

Há muito envolta numa espiral recessiva, a HTC registou mais um trimestre negativo (4º trimestre de 2017). Apresentou também uma acentuada queda nos valores anuais (janeiro de 2017 vs janeiro de 2018), caindo 27% de ano para ano. Esta terá sido a gota de água para o então presidente do departamento de Smartphones e dispositivos móveis.

Vê ainda: 41 aplicações gratuitas na Google Play Store para o teu Android

Tal como nos conta a imprensa internacional, sendo também confirmado pela própria HTC, Chialin Chang está de saída da fabricante Android. Segundo o comunicado oficial, Chang alega motivos pessoais e de carreira. A decisão entre em vigor a partir de hoje, dia 14 de fevereiro.

Com o preço das ações da HTC a caírem de 1,300 NT ($44.56 USD) - valor atingido em abril de 2011 para o preço atual de 59.90 NT ($2.03 USD). O futuro da HTC no mercado Android é cada vez mais uma incerteza. Trimestre após trimestre o quadro negro repete-se. Os seus produtos são cada vez mais ignorados pelos consumidores.

Futuro incerto para a HTC no mundo Android

A empresa denota também algumas fragilidades, sobretudo depois de a Google ter firmado o negócio que envolveu uma cifra de 1.1 mil milhões de dólares. Em troca, a HTC venderia todo o departamento responsável pela criação dos Google Pixel, agora sob a alçada exclusiva da norte-americana Google. O negócio envolveu ainda um acordo para a utilização de algumas patentes da HTC pela Google.

HTC U11 EYEs Android
As cores do novo smartphone da tecnológica asiática

A HTC teve o seu apogeu no mercado Android em 2010 quando lançaria o smartphone EVO 4G. Pouco depois, com o HTC One M7 surpreenderia o mundo com a sua qualidade de construção. O mesmo pode ser dito sobre o M8, dispositivo promissor que falhou redondamente no quesito da fotografia. Quando o M9 foi lançado já a marca tinha perdido o ímpeto. Desde então nunca recuperaria...

Chialin Chang deixa a fabricante Android depois de terem lançado o HTC U11, um dispositivo que até foi bem recebido pela comunidade tecnológica. Além disso, a marca estará já a trabalhar no U12 e num dispositivo capaz de utilizar a conexão 5G. O mesmo já foi fotografado em Taiwan. Espera-se que tenha um ecrã 18:9 de 6 polegadas.

Até à data a fabricante ainda não nomeou o sucessor de Chang. Esperemos que consiga encontrar alguém forte o suficiente para salvar esta marca que parece ter os dias contados no mercado Android.

Opiniões?

Assuntos relevantes na 4gnews:

Samsung Galaxy S7 Edge: Já podes instalar o Android Oreo com esta ROM

Samsung Galaxy S9. Ambas as variantes vão ter a mesma velocidade

Três Apple iPhone X não deixarão a Samsung crescer em 2018

Fonte | Via

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.