Honor confirma que voltará a usar os serviços Google

Carlos Oliveira
Comentar

O reatar de relações entre a Honor e a Google já havia sido especulado na semana passada, mas agora essa informação está confirmada. A notícia chega por intermédio do CEO da Honor, George Zhao, e confirma que os serviços da Google voltarão aos smartphones da chinesa.

O responsável máximo pela Honor desfez as dúvidas numa recente entrevista concedida ao South China Morning Post. Aí , ele afirma ainda que é objetivo da Honor enfrentar a Huawei e a Apple, olhando assim para o topo de mercado de smartphones.

Google e Honor em conversações

Longe das sanções impostas pelos EUA à Huawei, a Honor recupera o fôlego e as suas aspirações no mercado tecnológico. Sem qualquer entrave legal, ambas as empresas estão já em conversações que devem chegar a uma conclusão positiva brevemente.

Honor V40

George Zhao, CEO da Honor, revela que não existem razões para que a Google não volte a ser uma parceira da Honor. Nesse sentido, os serviços da americana devem voltar a vigorar em todos os novos smartphones da tecnológica chinesa.

A inclusão deste pacote de serviços é visto como um ponto fundamental para o sucesso da Honor fora da China. Felizmente para ela, o aval deverá chegar em breve e isso será o primeiro passo para que a marca recupere a sua influência na Europa e demais mercados.

Lançamento global do Honor V40 estará dependente deste acordo

O primeiro equipamento lançado fora da alçada da Huawei foi o Honor V40, no passado dia 22 de janeiro. Este é, para já, um dispositivo exclusivo do mercado chinês e ainda sem previsão para chegar aos mercados estrangeiros.

Tal como Zhao refere nesta entrevista, o acordo entre a Honor e a Google deverá ser importantíssimo para a expansão do Honor V40. A chinesa espera assim pelo término das conversações para anunciar se este modelo contará, ou não, com os serviços da americana fora da China.

Honor já recuperou parcerias com a Qualcomm, Intel e MediaTek

Na última semana chegou também a notícia de que a Honor recuperara relações com importantes empresas de hardware. Nomes como a Qualcomm, Intel ou MediaTek voltam a fazer parte da lista de fornecedores da Honor.

Isto permitirá à marca usar componentes desenvolvidos por estas entidades nos seus vindouros produtos. Recuperar o acesso aos processadores Snapdragon para os seus smartphones ou os Intel Core para computadores portáteis serão um grande trunfo para o sucesso da marca fora da China.

Em suma, a Honor começa a recuperar o acesso a alguns dos pontos que a tornaram uma referência nos últimos anos. Pode dizer-se que a sua separação da Huawei foi do melhor que lhe podia ter acontecido, pois, hoje o futuro é mais risonho do que há alguns meses.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.