Google suspende relações com a Huawei. E agora?

Carlos Oliveira
Comentar

Esta semana Donald Trump assinou uma ordem executiva que proíbe o uso de qualquer material da Huawei nos EUA. Os resultados dessa medida já se começam a fazer sentir, com a Google a suspender parte dos seus negócios com a gigante chinesa.

Segundo o que avança a agência Reuters, a Google suspendeu qualquer negócio com a Huawei que não envolva licenças de código aberto. Aqui inclui-se tudo o que se refira a hardware e software.

Huawei

Assim sendo, a Huawei irá perder acesso imediato a qualquer atualização que seja disponibilizada para o Android. Para além disso, os futuros smartphones da chinesa deixarão de poder utilizar qualquer serviço da Google, incluindo a Play Store.

O futuro da Huawei no mercado Android fica assim ameaçado

As fontes da Reuters referem que os detalhes desta suspensão de relações ainda estão a ser discutidos internamente. Isto significa que a Google ainda não decidiu concretamente o que irá negar à Huawei de agora em diante, mas se esta decisão se mantiver, o futuro da chinesa será totalmente diferente.

Do lado da Huawei, sabe-se que os seus advogados estão a estudar os reais impactos da ordem decretada por Donald Trump. Já no que respeita a esta suspensão de relações com a Google, nada foi dito da parte da tecnológica chinesa.

Qual será o futuro da Huawei depois desta decisão?

A resposta a essa interrogação ainda não pode ser dada com exatidão, mas não parece de todo animador. Mesmo com a suspensão decretada pela Google, a Huawei poderá continuar a usar o Android nos seus smartphones, se assim o quiser. Afinal, este sistema operativo é de código aberto e ninguém a pode impedir de o utilizar.

No entanto, qualquer suporte técnico que até agora tem sido providenciado pela Google deixará de existir. E o mesmo se aplica para os serviços da Google que, sejamos sinceros, são bastante importantes em qualquer smartphone Android.

Isto deixa à Huawei a opção de enveredar por um caminho diferente. Os rumores de que a chinesa estaria a desenvolver o seu próprio sistema operativo parecem ser a melhor alternativa para o futuro da empresa.

No entanto, não sabemos se tais alegações têm efetivamente algum fundo de verdade. E se o tiverem, não sabemos em que estado de desenvolvimento estará esse novo software.

Suspeitas de espionagem estão na origem da ordem decretada por Donald Trump

Importa notar que todas estas decisões não foram tomadas sem qualquer tipo de fundamentação. Afinal de contas, aquilo que Donald Trump assinou esta semana pode muito bem definir o futuro de uma das maiores vendedoras de smartphones do mundo.

Donald Trump

Assim sendo, na origem de tudo isto estão suspeitas de que a Huawei estará a espiar os seus utilizadores a pedido do governo de Pequim. Aquilo que muitos parecem acreditar é que a chinesa incorpora backdoors nos seus smartphones a pedido do executivo chinês.

Este tipo de alegações têm tido repercussões um pouco por todo o mundo. A Huawei já veio, repetidas vezes, desmentir tais teorias, mas tal não parece ser o suficiente para dissipar qualquer tipo de desconfiança nas suas práticas.

Esta suspensão decretada pela Google, caso nunca venha a ser revertida, terá repercussões irreparáveis no negócio da Huawei para o futuro. As implicações desta decisão são de tal forma graves que o futuro da chinesa é agora uma verdadeira incógnita.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.