Google Stadia poderá tornar-se mais rápido que as consolas, diz executivo da Google

Carlos Oliveira
1 comentário

A Google prepara-se para lançar o seu serviço de gaming em streaming já no próximo mês. O Google Stadia poderá mudar a forma como encaramos o gaming atualmente, embora muitos ainda estejam bastante céticos quanto ao serviço.

Para os que comparam diretamente o Stadia com as consolas físicas, a Google tem uma afirmação arrojada. Madj Bakar, vice-presidente do Google Stadia, afirma que o serviço poderá tornar-se mais rápido que uma consola em "um ou dois anos".

A Google apostará na previsão das tuas ações

Para conseguir superar a velocidade de resposta de uma consola local, a Google está a trabalhar naquilo que apelida de "latência negativa". Para isso, a empresa está a desenvolver uma tecnologia capaz de prever as próximas ações dos jogadores.

Tal como funciona a Inteligência Artificial, o Google Stadia irá analisar os teus hábitos e aprender com eles. Desse modo, o serviço propõe-se a tentar prever o que irás fazer em seguida ou mesmo que botões carregarás.

Este método de previsão de ações ou cliques pode ser uma vantagem em alguns casos, ou um desastre noutros. Em jogos de luta, por exemplo, esta previsão de botões poderá arruinar um gole especial que queiras aplicar num determinado momento.

Google Stadia poderá implementar frame rates adaptáveis

Outras das novidades divulgadas por Madj Bakar são os planos para a implementação de frame rates adaptáveis. Isto, uma vez mais, será concebido com o intuito de diminuir ao máximo os tempos de latência.

Vantagens do Google Stadia

  • Não precisas de novo hardware
  • Jogos podem ser jogados no smartphone, PC, tablet ou TV (através de Chromecast Ultra)
  • Podes deixar o jogo a meio no telemóvel e continuar no PC
  • Não precisas de ter um grande computador para jogar (serviço de cloud)
  • Não necessita comprar o comando para ser jogado
  • Jogos a 4K a 60fps
  • Velocidade mínima de 5Mbps de internet
  • Preço mensal de 9.99€

Portugal não está nos planos da Google para o Stadia

Para o nosso descontentamento, Portugal não faz parte dos primeiros países a receber o Google Stadia. Esperemos que no futuro, o nosso país possa fazer parte dos planos da Google.

Editores 4gnews recomendam:

1 comentário
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.