Google Pixel Watch: revelado novo detalhe do mítico relógio

Carlos Oliveira
Comentar

Há anos que se especula sobre a entrada da Google no mercado dos smartwatches. O alegado Pixel Watch já fez inúmeras manchetes, mas teima em não ser apresentado oficialmente.

A esperança para um anúncio deste relógio em breve renasce com uma nova informação divulgada pelo conceituado Evan Blass. Através do Twitter, este revela qual deverá ser o software do dispositivo.

Won't be long now. pic.twitter.com/kIry1QdYNK

— Ev (@evleaks) 15 de abril de 2022

Google Pixel Watch chegará com Wear OS 3.1

Blass divulgou uma captura de ecrã onde vemos mencionado o "Pixel Rohan". Para os mais desatentos, este é o alegado nome interno dado pela Google durante o desenvolvimento deste relógio inteligente.

A parte mais importante é a menção ao sistema operativo Wear OS 3.1. Deste modo, coloca-se a hipótese de esta ser a versão do software com a qual o Pixel Watch chegará ao mercado.

Todavia, esta não é a mais recente versão do Wear OS atualmente disponível. A Google já disponibilizou o Wear OS 3.2 no seu canal de testes e já se encontra disponível inclusive para os Samsung Galaxy Watch 4.

Note-se que todos os rumores indicam que o Pixel Watch deverá ser apresentado este ano, no evento de revelação dos Pixel 7 em outubro próximo. Contudo, a Google poderá admitir a existência deste produto já em maio por ocasião da Google I/O.

Se for esse o caso, então o Wear OS 3.1 poderá servir para revelar um pouco daquilo que será o primeiro smartwatch da Google. Quando este chegar às lojas, no outono, aí sim poderá ser comercializado com uma versão mais atual do sistema operativo.

Estes dados são meramente especulativos, como todas as informações de que dispomos atualmente sobre o Pixel Watch. Caso este gadget realmente exista, será um dos segredos menos bem guardados de sempre da Google.

Jon Prosser mostra-se convicto de que a Google fará um teaser para o Pixel Watch durante a conferência Google I/O. Veremos se isso se confirmará.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.