Google está farta da fragmentação do Android e toma medidas

Bruno Coelho
1 comentário

É um hábito antigo. Smartphones Android são lançados com uma versão anterior vários meses após já existir uma nova versão. De forma a delimitar isto, a Google estabeleceu uma data sobre a qual não aceita dispositivos com versões anteriores ao Android 10.

A medida foi descoberta nos documentos Google Mobile Services pelo fórum XDA-Developers. Segundo esta fonte, 31 de janeiro de 2020 será a última data em que a Google vai aprovar smartphones que tenham o Android Pie.

google mobile services
31 de janeiro de 2020 é a última data para aprovação de dispositivos com Android Pie. Crédito: XDA-Developers

Isto significa a partir de 1 de fevereiro de 2020, as fabricantes só poderão apresentar produtos à Google para certificação com o novo Android 10. Uma medida muito boa por parte da Google, e vai contra a fragmentação.

Smartphones com Android Pie podem ser lançados depois desta data

Deves ter em conta que poderão ser lançados dispositivos com Android Pie depois de janeiro de 2020. Basta para isso que estes tenham sido aprovados ainda dentro deste prazo temporal.

Estes documentos do Google Mobile Services dizem respeito às apps da Google que tão bem conhecemos. Estamos a falar de produtos como a Play Store, o Youtube ou o Gmail, que chegam em todos os smartphone Android fora da China. Ou em quase todos.

A Google parece assim estar farta da fragmentação que encontramos no sistema Android. Ser um sistema de código aberto tem as suas vantagens, mas são precisos passos como este para que a sua fragmentação entre versões diminua.

Editores 4gnews recomendam:

1 comentário
Bruno Coelho
Bruno Coelho
O Nokia 3650 foi o primeiro grande mergulho no mundo tecnológico. Se o Ultimate Team é o seu atual saco de boxe, o Macbook Pro é o melhor amigo. Escrever sobre tecnologia é o processo natural na vida de alguém que come especificações ao pequeno-almoço.