Game of Thrones (GoT) Série
Ned Stark na Série: Game of Thrones (GoT)

O 4.º episódio da 7.ª temporada de Game of Thrones (GoT) foi, até agora, o mais entusiasmante. A série mais famosa e badalada do momento vê mais de metade da sua sétima temporada completada e, imprevisivelmente, antes do tempo devido.

De facto, depois dos problemas que surgiram durante a semana, que envolviam o guião do episódio, que foi descoberto por hackers, o mesmo ficou disponível mais cedo na Internet. Daí não ser necessário esperar por domingo ou segunda para que o mesmo pudesse ser visto.

Vê ainda: Habilita-te a ganhar um Huawei P10 no Patreon da 4gnews

   

O episódio começa com Cersei e com os Lannisters após terem invadido Highgarden. Desde o início da série que ouvimos dizer que “os Lannisters pagam sempre as suas dívidas” e é verdade. Com efeito, foi logo no início do episódio, para surpresa do representante do Banco de Ferro, que a Rainha dos Sete Reinos pagou tudo que devia.

Entretanto, numa longa viagem até ao Norte, começa por se ver uma breve e estranha conversa entre Mindinho e Bran. Lorde Baelish quererá alguma coisa de Bran? Talvez a sua sabedoria e capacidade de prever os acontecimentos? Não se sabe.

Pouco depois, Arya chega a Winterfell. Finalmente! Num primeiro momento, a mais nova das irmãs atenta àquela que é a sua casa, ao fim de tantos anos. Tão diferente, mas sempre igual. Tudo se parece como no primeiro episódio de Game of Thrones (GoT).

Este episódio de Game of Thrones (GoT) foi, até agora, o melhor da temporada…

Num segundo momento, as duas irmãs encontram-se e abraçam-se, ao lado de Ned. Isto é, da sua estátua. Num pequeno parêntesis, dentro desta cena, nota-se claramente que Sansa é diferente dos restantes irmãos. Ainda que tenha tido uma experiência aterrorizante ao longo das várias temporadas, é bem mais inocente que todos eles.

E, por falar em irmãos, é a partir daqui que se vê, pela primeira vez, Dragonstone no episódio quatro da nova temporada da série. Aí, numa cena também ela bonita de se ver, Jon mostra a Daenerys o que retirará de uma gruta, o dragonglass. Por sua vez, explica à Mãe dos Dragões que esse é o utensílio que eles precisam para derrotar os Mortos.

Eles, sim. Nas paredes da gruta, estão gravadas pinturas que mostram que os Primeiros Homens e as Crianças da Floresta lutaram, lado a lado, contra um único inimigo, o Rei da Noite. E, como disse Snow a Daenerys, só se lutarem juntos poderão derrotar o maior dos vilões. Porém, a Rainha diz ao Rei do Norte que isso só acontecerá se ele a aceitar como tal.

Ao saírem da gruta, os dois são interpelados por Tyrion e Varys que, finalmente, têm notícias dos Imaculados. Casterly Rock foi conquistado, sim. Lady Olenna morreu, infelizmente. E isso revela-se uma nova derrota para Daenerys que, conclui não ter nenhum aliado, à exceção de Jon, claro.

Dessa forma, a Menina de Cabelo Dourado perguntou ao Menino de Cabelo Negro o que faria ele se estivesse no seu lugar? Bem, como seria de esperar, o filho de Ned apenas aconselhou à mesma que não destruísse tudo de um modo inconsequente, pois não seria esse o caminho a tomar.

A seguir, fazem-se duas pequenas viagens no que resta do episódio. Isto claro, antes de uma que é tão épica como desastrosa. Por isso, primeiramente, assistimos a uma épica luta de espadas entre Brienne e Arya. Uma alta, outra baixa, uma lenta, outra rápida, os opostos que, um dia, talvez combinem numa dupla perfeita e sem falhas.

Em segundo lugar, ainda em Dragonstone, o reencontro de Jon e Theon, ondeo primeiro faz questão de dizer ao segundo que esse apenas vive dado a sua atitude com Sansa, sua irmã. Todavia, é nesse momento que todo episódio aquece e de que maneira. Onde está Daenerys se não ali?!

Daenerys vs. Jaime! Uma batalha a não perder em Game of Thrones (GoT)!

É aí que vemos, em pleno descanso, o exército dos Lannisters que regressava do passeio que foi a conquista de Highgarden. Porém, no momento em que pareciam poder descansar sossegadamente, eis que Ser Bronn começa a ouvir algo. O exército dos Dothraki sentia-se no solo, mesmo que não se visse.

Eram mais e estavam preparados contra um conjunto menor de guerreiros nada formados. Mesmo assim, mesmo que pudessem, em algum momento, ter qualquer tipo de vantagem, a mesma desvaneceu para Ser Jaime e companhia quando se viu Drogon e Daenerys em cima!

Vê também: Gotham: nova temporada já tem trailer e data oficiais

Começava assim a terceira batalha da temporada. Até agora, a mais quente e completa, visto que se fazia por terra e pelo ar. Drogon, Daenerys e os Dothraki, contra Lannisters e pouco mais. Fogo em todo lado, corpos ardidos e não só!

De seguida, depois de ver a mágoa de Tyrion ao perceber que o seu povo estava a perder facilmente e que resultado estava a ser devastador, Ser Bronn entra com o plano que Qyburn havia agendado. O uso da ferramenta capaz de atingir os dragões.

Mal podemos esperar pelo próximo episódio da série!

E, de facto, o companheiro de Jaime atualmente, e de Tyrion no passado, conseguiu acertar no dragão de Daenerys e este acabou por cair queixando-se. Nesse momento quando tentava ajudá-lo, Jaime tem a (in)feliz ideia de tentar matar Daenerys – que ajudava o seu dragão.

Ora, o final do episódio de Game of Thrones (GoT) dá-se com Jaime a ser quase que atingido por uma labareda de Drogon. A série ainda tem muito para dar e, no próximo episódio, ficar-se-á com uma ideia clara se o irmão de Cersei será novamente capturado e se a luta contra o Rei da Noite avançará.

Outros assuntos relevantes:

Procura-se realizador para o filme Esquadrão Suicida 2!

Attack On Titan (AoT): anime ganhará novo protagonista

Google propôs 30 mil milhões de dólares pelo Snapchat