Game of Thrones (GoT): final da 7.ª temporada deixa tudo em aberto (2)

Pedro Henrique

Game of Thrones Série GoT

Na segunda parte relativa ao último episódio sete da sétima temporada da série Game of Thrones, o começo da aventura fez-se bem mais a Norte do que no início.

O inverno chegou em força a Winterfell e, no meio de tanta escuridão provocada pela neve intensa que se faz sentir, Sansa conversa com Mindinho acerca dos planos de Arya.

Vê ainda: Demo do Pro Evolution Soccer (PES) 2018 terá 12 equipas e 2 estádios

Teoricamente, a mais nova das duas irmãs estará preparada para acabar com Sansa, tornando-se, assim, Lady of Winterfell. Pelo menos é a essa conclusão que Sansa acaba por chegar, ao falar com Petyr Baelish.

Mindinho entrou na mente de Sansa e fê-la virar-se contra a irmã, ao que parece. É aí que a reação automática a tudo o que se está a passar nesse momento é: como é possível seres assim Sansa? Como é possível manipular alguém daquela forma?

A segunda parte do episódio foi a melhor para o último episódio da temporada da série!

De regresso a Dragonstone, Jon, Jorah, Varys, Daenerys e companhia pensam na melhor estratégia para atacar o Exército dos Mortos, outra vez. Porém, o destaque é todo ele atribuído a uma batalha que se passava perto da água. Depois de Theon falar com Jon.

O filho de Ned Stark disse-lhe que ele era um Greyjoy e um Stark, mesmo que por pouco. Por isso, o bastardo disse-lhe que salvasse a sua irmã, se essa fosse a sua vontade. Com efeito, Theon dirigiu-se à praia e disse aos homens que restaram - das Ilhas do Ferro - que teriam de ir salvar Yara.

Porque sim, ela tinha sido a pessoa que eles haviam escolhido para seguir, para os comandar. Contudo, não foi de todo uma tarefa fácil e o pequeno Theon teve de lutar para conseguir obter a aprovação dos restantes membros da tripulação. No final, pôde ver-se que o antigo Theon está de volta! Veremos como se safará no que resta de Game of Thrones (GoT)

De novo em Winterfell. Todos estavam na famosa sala onde Ned chegou a estar. Contudo, agora, apenas Sansa e Bran estavam sentados a olhar para a pessoa que viria a entrar em cena, enquanto vários soldados (e Mindinho) assistiam a tal.

Ora, quem entrou foi Arya Stark, algo que deixou (ou penso que deve ter deixado) grande parte do público altamente indignado, por momentos. Baelish chegou até a soltar aquele sorrisinho de quem de divertia enquanto assistia a tudo aquilo.

Game of Thrones Série GoT

Com efeito, Sansa questiona Arya. E, numa última pergunta, começa por dizer que ela está ali por assassinato e traição. Porém, o final da frase mostra que o discurso não era dirigido a ela, mas sim a Petyr Baelish. A personagem fica estática e sem perceber o que se está ali a passar.

Contudo, Sansa não termina aí e, quando Littlefinger volta a contestar essa acusação, as duas filhas de Ned, a par de Bran, revelam tudo o que sabem. Que foi Baelish quem separou as duas irmãs - tia e mãe dos três - e que tentava fazer o mesmo agora.

Que a adaga que supostamente era de Tyrion, era na verdade de Mindinho. Que o mesmo foi o culpado da morte de Ned, que o que fez a Sansa foi inexplicável. Tudo. Ali, foram dissecadas todas as maldades que Lord Baelish havia cometido até então.

Obrigado Sansa. Marcaste um dos melhores momentos em Game of Thrones (GoT)!

Por isso, essa fantástica cena termina com Sansa a dizer para Baelish - mesmo que este tenha dito que a amava - que ela "demora para aprender, mas aprende". Obrigado Lady of Winterfell, por essas palavras sábias. Todos nós sabíamos que demoravas para aprender. Depois, Arya só teve de passar a adaga no pescoço do Mindinho e confirmar a primeira (e única) morte (relevante) do episódio.

De volta a King's Landing, Cersei mostra ao irmão que toda a aliança que havia prometido era uma mentira. Jaime fica chocado e explica-lhe que a situação não é tão fácil quanto aquelas que enfrentaram anteriormente. Que nada será fácil a partir desse momento e que só aliando-se a Jon e a Daenerys poderão vencer o Exército dos Mortos.

Todavia, toda a cena fica ainda mais intensa quando se pensa que, após a sua discussão, Cersei fosse pedir a Montanha para matar o irmão, o que, felizmente, não aconteceu. A seguir, apenas se vê Jaime em cima do seu cavalo, a aperceber-se que o inverno chegou, também a King's Landing.

O tempo escasseia caro cavaleiro. Por fim, e como o episódio teria de ter algum ponto alto e verdadeiramente bom, confirmou-se a identidade de Jon Snow. Em Winterfell, Sammuel Tarly fez uma visita a Bran e o mesmo diz-lhe que tem de contar um segredo a Jon, que só ele sabe.

A verdadeira identidade de Jon foi relevada na série Game of Thrones (GoT), finalmente.

Bran diz a Sam que Jon não é um Snow, mas sim um Sand. Que é filho da sua tia Lyanna Stark e de Rhaegar Targaryen, sob a forma de bastardo, na mesma. Porém, Sam explica-lhe que isso não é verdade. Que os verdadeiros pais de Jon estavam casados, ainda que sigilosamente.

Ou seja, enquanto Jon e Dany se envolviam sexualmente, Sam e Bran iam desmembrando toda a verdade sobre a verdadeira identidade do pequeno rapaz, cujo nome não era Jon mas sim Aegon. Aegon Targaryen, o verdadeiro herdeiro do Trono de Ferro.

Para finalizar, depois de um belo momento em redor da chama dos Targaryen, voa-se até à Muralha para perceber o que está a passar. O Exército da Morte parou em frente à mesma e esperou.

Esperou pela chegada do seu Rei, em cima do seu dragão, a sobrevoar o céu e a destruir parte da muralha num espaço curto de tempo, para que o seu exército pudesse avançar. Algo que realmente aconteceu. Só esperemos que Beric, Tormund e companhia tenham sobrevivido.

Até para o ano (?) Game of Thrones (GoT)!

Outros assuntos relevantes:

Dragon Ball Super: a grandiosidade de Mestre Roshi no Torneio do Poder

Dos criadores de Yakuza: Fist of the North Star será lançado para a PS4

Joker e Harley Quinn de Suicide Squad integrarão filme independente

Pedro Henrique
Pedro Henrique
Fã incondicional de tecnologia e cultura quer partilhar o conhecimento adquirido com todos.