Futuro da BlackBerry no mercado de smartphones é mais incerto que nunca. Entende porquê

Carlos Oliveira
2 comentários

A BlackBerry foi outrora uma das principais empresas de telecomunicações no mundo, porém, esse estatuto perdeu-se há muito. Para piorar a sua situação, a empresa canadiana fez hoje um anúncio que poderá comprometer o seu futuro no mercado de smartphones.

Depois de dois anos de parceria, a BlackBerry anunciou que a chinesa TCL perderá todos os direitos que detinha sobre a sua marca. Isto significa que a empresa chinesa deixará de produzir smartphones com o nome BlackBerry.

"Lamentamos... informar... que, a partir de 31 de agosto de 2020, a TCL Communication deixará de vender dispositivos móveis da marca BlackBerry. A TCL Communication não terá mais direitos para projetar, fabricar ou vender novos dispositivos móveis BlackBerry, no entanto, a TCL Communication continuará a fornecer suporte para o portefólio existente de dispositivos móveis, incluindo suporte ao cliente e serviço de garantia até 31 de agosto de 2022."

BlackBerry Key 2

Em suma, a partir de 30 de agosto irá cessar uma pareceria de cerca de dois anos que introduziu a marca canadiana no mercado Android. No entanto, quem detiver um smartphone BlackBerry, continuará a ter suporte da parte da TCL por mais dois anos.

Será este o fim da BlackBerry no mercado de smartphones?

Perante este anúncio, é impossível não colocar esta interrogação. Quando confrontada com a mesma, a empresa canadiana preferiu não responder, seja aos vários órgãos de imprensa ou mesmo aos seus utilizadores no Twitter.

Não havendo esclarecimentos adicionais, não temos como saber que a BlackBerry irá desistir de vez do lançamento de smartphones ou se já está à procura de um novo parceiro. Certamente que nos próximos tempos teremos uma resposta para esta dúvida.

BlackBerry já foi uma das empresas mais influentes do mercado

Corria a década de 1990 e a BlackBerry era, a par da Nokia, das empresas que mais influência tinham no mercado de telecomunicações. Por esses dias, a canadiana detinha 20% do mercado mundial de smartphones e 50% do mercado norte-americana.

Estávamos numa altura em que a BlackBerry desenvolvia o seu próprio sistema operativo, prezado sobretudo pelo setor empresarial devido à sua segurança. Os seus dispositivos com teclado qwerty eram igualmente um grande atrativo.

Contudo, quando a era dos smartphones com ecrã tátil se iniciou com a chegada do iPhone original e dos primeiros Android, a história inverteu-se. A BlackBerry nunca conseguiu acompanhar essa evolução até que, infelizmente, chegou ao ponto de, hoje em dia, ser praticamente irrelevante no mercado.

Editores 4gnews recomendam:

2 comentários
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.