FIFA 23: conhece os 23 jogadores com melhor rating

Bruno Coelho
Comentar

Falta pouco mais de uma semana para o lançamento oficial do FIFA 23. O título da Electronic Arts fica disponível globalmente a 30 de setembro, mas a produtora já divulgou muitos dos detalhes mais desejados.

Saber quais as classificações (ratings) é sempre uma das maiores curiosidades dos jogadores. E no decorrer desta semana, a Electronic Artis divulgou aqueles que serão os 23 jogadores com classificação mais alta no título.

The world's best in the World's Game 🌍The #FIFA23 Top 23 have landed 🙌 https://t.co/iPTBqb2pqq#FIFARatings pic.twitter.com/1cIPCrhnXh

— EA SPORTS FIFA (@EASPORTSFIFA) 12 de setembro de 2022

O grande destaque da edição é dado a Kylian Mbappé que, à semelhança de mais quatro jogadores, aparece com uma pontuação de 91. Este é acompanhado por Robert Lewandowski, Karim Benzema, Kevin De Bruyne e Lionel Messi.

De destacar ainda a presença do português Cristiano Ronaldo, que aparece nesta lista com rating de 90 pontos. Recorde-se que no FIFA 22 tinha um rating de 91. Em grande destaque está também o jovem Erding Haaland, com rating de 88.

Os 23 jogadores com melhor rating no FIFA 23

  • Kylian Mbappé - 91
  • Karim Benzema - 91
  • Lionel Messi - 91
  • Robert Lewandowski - 91
  • Kevin de Bruyne - 91
  • Mohamed Salah - 90
  • Virgil van Dijk - 90
  • Cristiano Ronaldo - 90
  • Thibault Courtois - 90
  • Manuel Neuer - 90
  • Neymar Jr - 89
  • Son Heung-min - 89
  • Sadio Mané - 89
  • Joshua Kimmich - 89
  • Carlos Henrique Casemiro - 89
  • Alisson Becker - 89
  • Harry Kane - 89
  • Ederson Santana - 89
  • N'Golo Kanté - 89
  • Jan Oblak - 89
  • Erling Haaland - 88
  • Toni Kroos - 88
  • Marquinhos - 88

Recorde-se que o FIFA 23 é lançado a 30 de setembro, mas tem acesso antecipado a dia 27 para quem adquiriu a versão Ultimate ou é assinante do EA Play Pro.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.